Natal e Caicó são as melhores cidades para observar eclipse desse sábado (14); fenômeno será transmitido ao vivo
Natal, RN 16 de jul 2024

Natal e Caicó são as melhores cidades para observar eclipse desse sábado (14); fenômeno será transmitido ao vivo

12 de outubro de 2023
5min
Natal e Caicó são as melhores cidades para observar eclipse desse sábado (14); fenômeno será transmitido ao vivo

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Dentre as capitais do país, Natal é a cidade com melhor localização para visualizar o Eclipse Anular do Sol deste sábado (14). Cerca de 88% do Sol deve ficar coberto quando ocorrer o alinhamento com a Lua e a Terra. O eclipse se completa quando a sombra da Lua, que não cobre completamente o Sol, forma o que parece ser um círculo de fogo no céu.

Apesar de Natal estar entre as capitais de melhor visibilidade do fenômeno astronômico, é no município de Caicó que o céu deverá estar mais limpo e proporcionar a melhor vista.

A faixa do eclipse desce da América do Norte e chega pelo Norte do Brasil e corta o Amazonas, Piauí vem para o litoral. Na linha de totalidade do eclipse, que é por onde a mancha vai passando, há sempre cidades mais propícias à observação da totalidade do evento, que é o alinhamento perfeito entre o sol, a lua e a Terra. Caicó está, exatamente, nessa sombra, outras cidades também estão. No caso de Natal, o eclipse não vai passar exatamente aqui e poderemos ter muita umidade no final da tarde, o que pode prejudicar a visualização”, pondera o professor da UFRN.

No Brasil, o eclipse também poderá ser visto pelos estados do Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Tocantins, Paraíba e Pernambuco. Mas, apenas Natal e João Pessoa estarão na chamada "faixa de anularidade" ou "caminho de anularidade", que é a faixa da Terra, de cerca de 200km de largura, onde o eclipse é visto como anular.

O fenômeno também será visível nos Estados Unidos, México, Belize, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá e Colômbia. Em outras partes das Américas (do Alasca à Argentina) o eclipse será visível apenas parcialmente.

CUIDADOS COM OS OLHOS

No bairro do Alecrim, centro comercial de Natal, óculos e vidros utilizados por soldadores já não eram mais encontrados para compra nesta terça (10). Quem não conseguiu comprar os óculos adequados (certificado no padrão NBR/ISO 12312-2) para observar o eclipse solar lunar previsto para começar às 15h45 deste sábado (14), precisa tomar alguns cuidados para não correr o risco de queimar ou danificar a retina.

José Dias do Nascimento Júnior, professor da UFRN I Foto: cedida
José Dias do Nascimento Júnior, professor da UFRN I Foto: cedida

O eclipse começa às 15h45, quando o sol ainda está forte, mas o evento é às 16h45, quando já dá para observar bem. Os óculos, como aqueles utilizados por soldadores, são importantes. O perigo é usar binóculos ou telescópios, porque eles convergem a luz e queimam a retina, então, nem pensar em usar algum instrumento, a não ser que você esteja acompanhado de um profissional que entenda”, orienta o astrofísico e professor do Departamento de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Dias do Nascimento Júnior.

Também não é recomendado uso de outros tipos de materiais, como óculos escuros e películas de raio-x, porque o dano à retina é permanente.

Trajetória do eclipse. Fonte: Time and Date
Trajetória do eclipse I Fonte: Time and Date

Fonte: Escritório para Divulgação da Astronomia da IAU

AO VIVO

Quem não conseguiu material de proteção para observar o eclipse, também poderá assistir ao fenômeno astronômico ao vivo, que será transmitido pelo Observatório Nacional, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (ON/MCTI).

É importante dizer que a matemática, junto com a física, consegue prever esses fenômenos com relativa precisão. O espírito científico está aí, quando usamos um conjunto de leis que nos ajudam a entender a natureza. Isso está presente em todo nosso cotidiano e pode ser usado, principalmente pelas escolas, para incentivar o interesse das pessoas na ciência”, sugere Dias.

Para assistir ao eclipse lunar solar ao vivo, CLIQUE AQUI

Imagem: Observatório Nacional
Imagem: Observatório Nacional
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.