PV entra em crise e deputada Eudiane acusa direção de “ditadura”
Natal, RN 24 de jun 2024

PV entra em crise e deputada Eudiane acusa direção de “ditadura”

27 de outubro de 2023
3min
PV entra em crise e deputada Eudiane acusa direção de “ditadura”
Partido barrou filiação de marido da deputada | Foto: João Gilberto/ALRN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A deputada estadual Eudiane Macedo (PV) soltou o verbo em sessão da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (26). Ela criticou a direção do Partido Verde por não aceitar a filiação do seu marido, que é pré-candidato a vereador de Natal, e acusou o vice-presidente estadual da sigla, Edson Batista da Silva, de instaurar uma “ditadura” dentro da legenda.

O esposo da deputada é Tárcio Macedo, que trabalha nos bastidores junto com a companheira. Ele se filiou aos verdes por meio do diretório nacional. Eudiane, contudo, disse que o vice-presidente do PV no RN cancelou a filiação sem um motivo claro: “fui pega de surpresa”, disse.

“O vice-presidente mandando desesperadamente mensagens para todos os blogs de Natal para comunicar que a desfiliação de Tário Macedo porque quem manda no partido é ele. O diálogo e o respeito na minha vida prevalecem. Eu não jogo sujo e não permito que ninguém jogue sujo comigo”, disparou.

“Nós temos um presidente estadual, um vice-presidente, que se mostra um ditador, porque não vem dialogar”, acusou.

Segundo a parlamentar, a sua própria filiação em 2020 foi cercada de dificuldades e só teria acontecido aos “45 minutos do segundo tempo”. De acordo com a deputada, naquele ano ela recebeu o convite para entrar no PV por meio do vereador Milklei Leite. 

“De repente, fui pega de surpresa por não ter o nome aceito no Partido Verde. E eu questionei porque aceitaram o nome do deputado George [Soares], do ex-deputado Vivaldo [Costa], do deputado Hermano [Morais], e qual era o problema com essa deputada? Eu perguntava e questionava porque precisava saber, ainda mais porque o partido necessita ter um número de mulheres dentro do partido”, disse.

“No final das contas, em 2020, nosso nome foi aceito já nos 45 minutos do segundo tempo”, continuou.

Procuramos os dois vice-presidentes estaduais do PV, Edson Batista da Silva e Rivaldo Fernandes, para comentar as declarações da correligionária, mas não obtivemos retorno.

O PV está em uma federação com PT e PCdoB. Na Câmara de Natal, o grupo possui quatro parlamentares: Brisa Bracchi e Daniel Valença (PT), Júlia Arruda (PCdoB) e Milklei Leite (PV).

Pré-candidata à Prefeitura

Ainda dentro da federação, a parlamentar deve disputar a indicação à Prefeitura de Natal. Ela se lançou como pré-candidata em abril. O PT, contudo, já apresentou o nome da deputada federal Natália Bonavides. 

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.