Secretária de Educação sugere que professores suspendam paralisação e aguardem volta do prefeito de Natal de viagem a Brasília
Natal, RN 24 de jul 2024

Secretária de Educação sugere que professores suspendam paralisação e aguardem volta do prefeito de Natal de viagem a Brasília

4 de outubro de 2023
4min
Secretária de Educação sugere que professores suspendam paralisação e aguardem volta do prefeito de Natal de viagem a Brasília

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Não houve acordo durante a rodada de negociação realizada nesta quarta (4) com os professores da rede municipal de ensino de Natal e a secretária de Educação, Cristina Diniz, que sugeriu à categoria que suspendesse a paralisação e aguardasse o retorno nesta quinta (5) do prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos), de uma viagem a Brasília, propondo o agendamento de uma reunião para a próxima segunda (9).

A categoria recusou a proposta da secretária e decidiu manter a paralisação, que tem um tempo determinado, começou hoje e segue até a próxima terça (10). Os professores votaram pela parada no último dia 2 numa tentativa de pressionar Álvaro Dias a retirar um projeto de lei encaminhado por ele para a Câmara Municipal de Natal.

A proposta prevê a criação de uma nova carreira na Educação com jornada de 30h semanais e exclui as atuais carreiras já existentes. Atualmente, os professores da rede pública de ensino de Natal possuem jornadas de 20h e 30h semanais, conforme a lei nº 58/2004 e a lei nº 114/2010.

O projeto será analisado e votado pelos vereadores, mas ainda não há uma data fechada para que isso aconteça.

Segundo Cristina Diniz, a mudança prevista no projeto é necessária para a realização de concurso público. Os professores, por outro lado, acusam o prefeito da capital de ter elaborado o projeto às escondidas e sem consultar a categoria.

"Para piorar, [a secretária de Educação] se posicionou contra a parada e afirmou que a entidade deve orientar a categoria a retornar às atividades imediatamente. Sempre disposta a negociar, a direção do SINTE explicou que somente uma decisão coletiva, de forma soberana, pode suspender o movimento, e que pode convocar uma Assembleia se até a manhã desta quinta (05 de outubro) a gestão Álvaro Dias sinalizar acerca da proposta apresentada pelo SINTE. Dessa forma, sem consenso, a parada por tempo determinado, que iniciou nesta quarta (04), está mantida, assim como toda a agenda de luta", esclareceu a direção do Sindicato em suas redes sociais.

Além de professores e dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte/RN), também participaram da reunião desta quarta o Secretário Adjunto de Administração Geral do Município, Aldo Fernandes, o Secretário Chefe de Gabinete da Prefeitura, Joham Alves, e os vereadores Daniel Valença (PT) e Brisa Bracchi (PT).

Em suas redes sociais, o prefeito de Natal não comentou o assunto e postou fotos com políticos em Brasília.

Álvaro Dias com políticos em Brasília I Foto: reprodução redes sociais
Álvaro Dias com políticos em Brasília I Foto: reprodução redes sociais
Álvaro Dias com políticos em Brasília I Foto: reprodução redes sociais
Álvaro Dias com políticos em Brasília I Foto: reprodução redes sociais

Confira a agenda de atividades divulgada pelo Sinte/RN:

05/10 (quinta-feira) – Ato em frente à Prefeitura do Natal, 8h e 14h.
06/10 (sexta-feira) – Diálogo de dirigentes sindicais com os/as vereadores/as na Câmara Municipal do Natal, manhã e tarde.
09/10 (segunda-feira) – Exposição de emendas ao Projeto de Lei pela Assessoria Jurídica, às 14h, no auditório do Sindicato.
10/10 (terça-feira) – Audiência Pública sobre o novo concurso e o PL, às 9h.
11/10 (quarta-feira) – Assembleia da Rede Municipal para avaliação do processo de luta, às 14h, no auditório do SINTE.

Saiba +

Professores da rede municipal de Natal vão paralisar atividades e pressionam prefeito a retirar projeto que extingue carreiras

Projeto enviado pelo prefeito de Natal à Câmara prevê fim das atuais carreiras para criação de nova carga horária para professores

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.