Sindsaúde RN nega apoio a Hamas, defende povo palestino e rebate ataques da imprensa
Natal, RN 17 de jul 2024

Sindsaúde RN nega apoio a Hamas, defende povo palestino e rebate ataques da imprensa

10 de outubro de 2023
3min
Sindsaúde RN nega apoio a Hamas, defende povo palestino e rebate ataques da imprensa

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN) publicou nota nesta terça-feira (10) esclarecendo que não defende o Hamas, grupo autor dos recentes ataques terroristas a Israel, mas sim o povo palestino.

A explicação se dá após ataques da imprensa reproduzidos por internautas a partir de compartilhamento de artigo da Central Sindical e Popular Conlutas (CSP Conlutas, na segunda-feira (9). Depois da polêmica, a publicação foi apagada.

O Sindicato acredita que grave acusação é proposital por se tratar de uma entidade de trabalhadores que se posiciona de forma independente.

Confira nota na íntegra:

📢 O Sindsaúde/RN vem a público esclarecer as distorções feitas por alguns órgãos da imprensa do RN, como Tribuna do Norte, TV Ponta Negra e Blog do BG, que utilizaram seus canais de comunicação para propagar uma fake news. Primeiramente, gostaríamos de enfatizar que em nenhum momento o Sindsaúde/RN declarou apoio ao Hamas. Para nós, essa acusação é gravíssima e demonstra mais um ataque proposital ao sindicato combativo e de luta, que incomoda bastante por se posicionar de forma independente de todos os governos.

📍A nota que o Sindsaúde/RN reproduziu da central a qual o sindicato é filiado, externava sua solidariedade ao povo palestino, que há mais de 70 anos enfrenta a segregação racial e a opressão comandadas pelo estado de Israel. Talvez você não saiba porque a grande imprensa não mostra, mas Gaza é a maior prisão sem teto do mundo. Mais de dois milhões de pessoas vivem em uma área menor que o plano piloto de Brasília, sendo metade da população crianças e adolescentes até 17 anos.

🗣 Portanto, o Sindsaúde/RN não se posicionou a favor do Hamas, e sim ao povo palestino. Mas nós também repudiamos todos os atos de violência contra pessoas inocentes, independentes da sua religião ou etnia. A disputa política e territorial entre a Palestina e Israel é um assunto complexo que não temos como desenvolver nesta nota de esclarecimento, mas reafirmamos nosso compromisso de discutir esse tema com mais profundidade junto com a base dos trabalhadores da saúde.

✊🏽 Somos um sindicato que entende que a luta contra as opressões à classe trabalhadora também é internacionalista e por isso nos solidarizamos com as vítimas dessa guerra, que além da morte também enfrentam a fome, a miséria, a violência, a sonegação de direitos e todos os tipos de exploração. Prezamos pela paz e solidariedade entre os povos! Chega de fake news!

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.