Suplente de Wendel Lagartixa sofre derrota no STF ao reivindicar mandato
Natal, RN 24 de jun 2024

Suplente de Wendel Lagartixa sofre derrota no STF ao reivindicar mandato

26 de outubro de 2023
3min
Suplente de Wendel Lagartixa sofre derrota no STF ao reivindicar mandato
Foto: reprodução

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido de liminar apresentado pelo suplente de Wendel Lagartixa, Tenente Cliveland (PL), que buscava assumir o mandato de deputado estadual no lugar de Ubaldo Fernandes (PSDB).

Lagartixa, que foi o mais votado no Estado à Assembleia Legislativa em 2022, teve o registro da candidatura indeferido por possuir uma condenação por posse ilegal de acessórios e munição de uso restrito. 

Cliveland alegou que, como no dia da votação Lagartixa ainda estava elegível, seus quase 90 mil votos deveriam ser mantidos em favor do partido. Assim, pediu a concessão de uma tutela de urgência para suspender a retotalização dos votos, o que poderia dar a vaga ao suplente do PL.

O ministro, entretanto, considerou que a situação de Lagartixa já havia transitado em julgado, sem possibilidade do suplente recorrer. No RN, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu o registro de candidatura de Lagartixa ainda em outubro, enquanto a retotalização dos votos aconteceu em 16 de dezembro, há pouco mais de 10 meses.

“A decisão foi proferida e publicada há quase um ano e a parte reclamante [Tenente Cliveland] não comprovou a existência de recurso contra essa decisão”, apontou Zanin.

Entenda

No ano passado, após a votação do primeiro turno que decretou Wendel Lagartixa (PL) como o candidato mais votado para deputado estadual com 88.265 votos, o TSE indeferiu o registro da candidatura do policial militar reformado.

Como, no dia da votação, Lagartixa ainda estava elegível, seus quase 90 mil votos não foram anulados, mas devido a baixa votação de Tenente Cliveland, que ficou abaixo dos 10% do quociente eleitoral, a vaga sobrou para Ubaldo, votado por 34.426 potiguares.

Quem é Tenente Cliveland

Paul Cliveland Roberto Virgulino Pereira tem 36 anos e é natural de Garanhuns, Pernambuco. Sua primeira eleição foi justamente a de 2022, quando concorreu pelo PL e ficou na suplência da sigla.

Nas redes sociais, se apresenta como conservador, patriota, cristão, defensor da família e do armamento legal. 

Entre suas propostas da campanha, estavam as tradicionais pautas do movimento conservador e em defesa dos “valores da família”.

Apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro, adotou a tese de que havia uma suposta “censura” no Brasil após a Justiça derrubar as contas de figuras públicas que compartilhavam notícias falsas e pediu “SOS Forças Armadas”.

Já neste ano, seguiu na toada bolsonarista dentro das redes sociais, compartilhando publicações contra o aborto e relacionando esta situação ao presidente Lula (PT), que publicamente já se disse contra a prática. “Tem sangue na tua mão”, dizia a mensagem de um padre que o tenente compartilhou com seus seguidores.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.