Escola de Ballet de Natal completa 50 anos e abre inscrições
Natal, RN 26 de mai 2024

Escola de Ballet de Natal completa 50 anos e abre inscrições

7 de janeiro de 2024
3min
Escola de Ballet de Natal completa 50 anos e abre inscrições

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Escola Municipal de Ballet Professor Roosevelt Pimenta, vinculada à Prefeitura do Natal, celebra, em 2024, 50 anos de contribuição para a dança enquanto se consolidou como importante polo de formação cultural. Desta segunda-feira (8) até o dia 20 de janeiro, as inscrições para formação de turmas estão novamente abertas. 

Os interessados devem se dirigir à sede da Secretaria de Cultura de Natal (Secult-Funcarte), na avenida Câmara Cascudo, 434, Cidade Alta, onde a escola funciona. As matrículas são gratuitas e feitas de forma presencial. As vagas disponíveis são para Baby Class, Ballet Clássico e Ballet Adulto. A idade mínima é de 5 anos e a máxima é de 30.

São necessários os seguintes documentos: comprovante de residência, declaração escolar, foto 3 x 4, atestado médico (aptidão física) e cópia de um documento com foto do responsável e da criança/adolescente. 

O Ballet Municipal de Natal, hoje Escola Municipal de Ballet Roosevelt Pimenta, foi criada em março de 1974 e homenageia um dos fundadores, o bailarino e professor Roosvelt, que morreu em 2011, aos 65 anos. 

“Ele era um artista de Natal que fazia residência em Recife na companhia da mestra de Ballet Flávia Barros. Era bailarino da TV Tupi. Foi convidado para sistematizar todo o processo de formação da Escola. Trinta anos depois [em 2004] a escola recebe seu nome”, remonta o diretor da Escola, Dimas Carlos, no cargo há 10 anos, mas faz parte da instituição desde 1979. Antes, passou pelo grupo de teatro Artistas Unidos, do teatrólogo Jesiel Figueiredo. 

Dimas Carlos | Fotos: acervo pessoal/ cedida

“Dia 3 de março de 1979, iniciei meus estudos em ballet. Como eu era atleta, logo logo minha condição física e o teatro me jogaram pra frente. Na Escola Municipal, fui aluno, fui bailarino, fui coreógrafo do corpo de baile, fui professor e hoje estou diretor da Escola”, enumera, com orgulho, suas funções, lembrando que viu muitos que, como ele, seguiram na dança: “Natal é um celeiro de bons bailarinos.”

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.