Quedas de energia no RN se proliferam e Cosern pede desculpas
Natal, RN 24 de mai 2024

Quedas de energia no RN se proliferam e Cosern pede desculpas

3 de janeiro de 2024
4min
Quedas de energia no RN se proliferam e Cosern pede desculpas
Foto: Neoenergia Cosern

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

As quedas de energia elétrica no Rio Grande do Norte têm aumentado entre o final e início do ano, especialmente no litoral sul. Com os transtornos, a Neoenergia Cosern, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no estado, chegou a emitir uma nota pedindo desculpas e reconhecendo as falhas.

Neste início de 2024, moradores de praias como de Barreta, Búzios, Barra de Tabatinga e Camurupim relataram a falta de energia, que também atingiu bairros da capital. Mas no litoral norte, o problema também foi sentido na praia de Caraúbas, no município de Maxaranguape, segundo o relato do veranista Cacá Medeiros.

De acordo com Cacá, a falta de luz durou quase 24 horas, se estendendo da manhã desta terça-feira (2) até a manhã da quarta (3), quando uma equipe da Cosern apareceu para verificar o ocorrido. O mesmo problema, diz, atingiu outras casas vizinhas.

“Eu não posso precisar a quantidade de pessoas afetadas, mas vai envolver moradores da vila, veranistas e provavelmente também pousadas”, afirmou. 

Ele precisou voltar para Natal ainda na terça (2), pouco antes da queda de energia iniciar, mas foi avisado do problema por uma moradora que ajuda a cuidar da casa e retirou os itens da geladeira, como carnes, antes que estragassem. De acordo com Medeiros, a falta de energia em Caraúbas não tem sido comum, muito menos a ponto de durar quase um dia.

“[Cai] esporadicamente no veraneio, mas normalmente dura duas, três horas e resolve”.

Medeiros lembrou que o problema não se restringiu à região de sua casa. 

“Isso aconteceu no litoral sul, no litoral norte e aqui em Natal, em Petrópolis e outros bairros agora no final e início do ano. É um negócio que mostra uma ineficiência muito grande”, criticou. Ele ainda reclamou da dificuldade para atendimento e da utilização dos bots.

“O contato é muito difícil. Eu fiz contato por telefone e também via site, e eles retornam dizendo que vão resolver, mas não comentam nada. É tudo informática”, relatou, minutos antes da equipe da Neoenergia Cosern aparecer. 

Procurada, a Cosern confirmou que uma equipe estava no local e informou que a falta de energia foi causada por uma avaria na chave do transformador da rede.

Empresa pede desculpas

Numa nota enviada nesta terça-feira (2), a Neoenergia Cosern reconheceu as falhas durante o réveillon.

“A Neoenergia Cosern vem a público pedir desculpas e dizer que lamenta, profundamente, os transtornos causados em um momento importante na vida das pessoas como o réveillon. A distribuidora se solidariza com os potiguares e visitantes, sobretudo, das localidades do Litoral Sul do estado. Como empresa prestadora de um serviço essencial, a distribuidora reforça sua responsabilidade e o seu compromisso de sempre empenhar todos os esforços para assegurar a qualidade do fornecimento de energia em toda a sua área de concessão”, afirmou.

De acordo com a empresa, especificamente em relação às ocorrências em áreas do litoral sul, as falhas no fornecimento de energia foram causadas por um aumento de 33% na demanda em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

“Em decorrência dessa elevação incomum, houve atuação automática dos sistemas de proteção da rede elétrica, evitando riscos para população e, consequentemente, provocando desligamentos”, alegou.

A Cosern ainda disse que, ao constatar as ocorrências, a empresa colocou em prática imediatamente o plano emergencial para atender aos chamados com a maior brevidade possível. 
Em alguns casos, o tempo de atendimento foi prejudicado em razão da dificuldade de deslocamento das viaturas na ocasião, somado à complexidade dos reparos”, justificou.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.