Sem Álvaro, Paulinho Freire lança pré-candidatura à prefeito de Natal
Natal, RN 22 de fev 2024

Sem Álvaro, Paulinho Freire lança pré-candidatura à prefeito de Natal

23 de janeiro de 2024
3min
Sem Álvaro, Paulinho Freire lança pré-candidatura à prefeito de Natal
Foto: reprodução

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O deputado federal Paulinho Freire (UNIÃO) lançou oficialmente a pré-candidatura à Prefeitura de Natal na manhã desta terça-feira (23). O evento reuniu nomes do campo conservador da capital e do estado, incluindo os senadores Rogério Marinho (PL) e Styvenson Valentim (Podemos). Uma ausência foi do atual prefeito, Álvaro Dias (Republicanos).

A pré-candidatura de Paulinho deve reunir parlamentares e políticos do centro, centro-direita e extrema-direita. Além dos senadores, estavam lá outros nomes como o de José Agripino, presidente estadual do União Brasil, o deputado federal Benes Leocádio (UNIÃO) e diversos vereadores de Natal.

A possibilidade de Freire disputar a principal cadeira do Palácio Felipe Camarão já era ventilada há meses. Em uma confraternização de fim de ano, ele teve inclusive seu nome lançado pelo vereador e atual presidente da Câmara Municipal de Natal, Eriko Jácome (PP).

O deputado, que já foi o presidente da Câmara Municipal sob a gestão do prefeito Álvaro Dias, mantinha uma aliança com o chefe do Executivo, mas a relação sofreu rusgas nas últimas semanas. 

Na última terça-feira (16), por exemplo, houve uma troca de exonerações entre os grupos políticos do prefeito e o da vereadora Nina Souza (PDT), esposa de Paulinho. De um lado, Álvaro exonerou dos quadros do Executivo municipal uma série de indicados de Nina, incluindo o filho da parlamentar. Em contrapartida, a irmã de Álvaro, Andrea Dias, perdeu o cargo que ocupava na Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam), presidida pelo aliado de Nina e Paulinho, o presidente da Câmara de Parnamirim, Wolney França (PSC).

Outros nomes, contudo, seguem reticentes a embarcar na pré-campanha do deputado. É o caso de Sargento Gonçalves (PL), um dos principais agitadores do bolsonarismo no Rio Grande do Norte.

Gonçalves foi mais um que faltou ao evento de Paulinho. Em nota publicada nas redes sociais, disse que não irá se “insurgir” contra Rogério, presidente estadual do PL, mas afirmou ter deixado claro ao colega que não vai apoiar Paulinho “pelo menos neste momento”. O motivo, segundo ele, é uma ligação de Paulinho com o “lulopetismo”.

“Não tenho nenhum problema de ordem pessoal com o Dep. Paulinho Freire, mas constatamos de acordo com o site Placar Congresso, que o mesmo votou 66% com o governo Lula, então não há como sustentar um argumento que este político é oposição ao câncer que destrói o nosso estado e nação”, argumentou.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.