Crianças já podem se vacinar contra Covid-19 em 2024
Natal, RN 30 de mai 2024

Crianças já podem se vacinar contra Covid-19 em 2024

3 de janeiro de 2024
5min
Crianças já podem se vacinar contra Covid-19 em 2024
Foto: Secretaria de Saúde de Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Desde 1º de janeiro de 2024, a vacina contra a Covid-19 foi incluída pelo Ministério da Saúde no Calendário Nacional de Vacinação e também deve ser aplicada em crianças de 6 meses a menores de 5 anos.

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), desde o início da campanha para esse público, iniciada há dois anos, foram aplicadas 36.294 doses na faixa etária entre 6 meses e 2 anos no Rio Grande do Norte, distribuídos da seguinte forma: 19.781 vacinas do tipo D1; 11.535 D2 e 4.898 do tipo D3. Existem 65.307 crianças nessa faixa de idade no Estado.

Para as crianças, a orientação do Ministério da Saúde é de que seja respeitado o esquema de três doses, sendo a primeira aos 6 meses, a segunda aos 7 meses e a terceira aos 9 meses de idade. Caso não tenha sido iniciado e/ou completado o esquema primário até os 09 meses de idade, a vacina poderá ser administrada até os 04 anos, 11 meses e 29 dias, conforme histórico vacinal, respeitando os intervalos mínimos recomendados (04 semanas entre a 1ª e 2ª dose; e 08 semanas entre a 2ª e 3ª dose).

A vacina contra a Covid-19 pode ser aplicada junto com as demais que já estavam previstas no calendário de vacinação. A orientação, que serve para qualquer imunizante, é adiar a vacinação em caso de doença febril mais grave. As crianças que já receberam três doses não precisam se vacinar novamente.

O Ministério da Saúde também recomenda a vacinação com uma dose anual ou semestral para grupos prioritários, com cinco anos de idade ou mais, e maior risco de desenvolver formas graves da doença, independentemente do número de doses que já tenham sido recebidas anteriormente. Além disso, também devem ser vacinadas contra a Covid-19 pessoas com mais de cinco anos que não fazem parte dos grupos prioritários e que não foram vacinadas antes ou receberam apenas uma dose.

Para mais detalhes sobre as demais vacinas, CLIQUE AQUI.

Qual vacina?

No caso das crianças entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias, deve ser aplicada a vacina Pfizer (frasco de tampa vinho). O esquema deve ser finalizado após completar 5 anos de idade e, a partir daí, deve ser adotado o esquema recomendado para a faixa etária de 5 a 11 anos utilizando a vacina Pfizer (frasco de tampa laranja).

Para crianças de 3 e 4 anos, 11 meses e 29 dias que iniciaram o esquema vacinal com CoronaVac, o esquema primário tem duas doses (1ª Dose + 2ª Dose), com intervalo de quatro semanas entre a primeira e segunda. Nessa faixa etária há a indicação de uma dose de reforço, preferencialmente, com a vacina da Pfizer (frasco de tampa vinho), com intervalo de quatro meses após a segunda dose recebida. Caso ela esteja em falta, o reforço poderá ser realizado com a vacina CoronaVac. O registro da dose de reforço com a vacina CoronaVac no sistema de informação deverá ser 1º reforço (R1) e com a vacina Pfizer 3ª dose (D3). 

O esquema primário recomendado para crianças de 5 a 11 anos de idade é composto por duas doses da vacina Covid-19 (1ª Dose + 2ª Dose). Para aquelas que iniciaram o esquema com o imunizante CoronaVac, o intervalo entre as doses é de quatro semanas, e, para as crianças que iniciaram o esquema com o imunizante Covid-19 Pfizer (frasco de tampa laranja), o intervalo é de oito semanas após a 1ª dose. A dose de reforço deve ser feita com intervalo mínimo de quatro meses após a segunda dose.

Para as pessoas de 12 a 39 anos de idade não incluídas no grupo prioritário recomendado para receber as vacinas bivalentes e que não iniciaram a vacinação ou que estão com esquema vacinal incompleto, deverá ser realizado o esquema primário utilizando duas doses das vacinas Covid-19 (monovalente) e o reforço com intervalo mínimo de 4 meses entre as doses.

adultos de 40 a 59 anos de idade não incluídos no grupo prioritário recomendado para receber as vacinas bivalentes, o esquema vacinal é composto por duas doses (1ª Dose + 2ª Dose) e duas doses de reforço (1º Reforço + 2º Reforço).

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.