Av. Felizardo Moura vai ganhar faixa exclusiva para ônibus a partir de segunda (27)
Natal, RN 19 de jun 2024

Av. Felizardo Moura vai ganhar faixa exclusiva para ônibus a partir de segunda (27)

24 de maio de 2024
4min
Av. Felizardo Moura vai ganhar faixa exclusiva para ônibus a partir de segunda (27)
Avenida Felizardo Moura I Foto: Prefeitura de Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) informou nesta sexta-feira (24) que a Av. Felizardo Moura, umas das principais vias que dá acesso à Ponte do Igapó, ganhará mais uma faixa exclusiva para ônibus a partir da próxima segunda-feira (27). A informação foi confirmada pela secretária de Mobilidade Urbana, Daliana Bandeira, e a faixa vai funcionar no sentido Centro/região Norte, a partir da Compal até o acesso à Ponte Velha, das 16:30hs às 19:30hs, no mesmo modelo que acontece com relação à restrição para quem vem da Zona Norte no período da manhã. 

Ainda de acordo com a STTU, a faixa será sinalizada com cones ao longo do trecho e um inspetor e seis agentes estarão no local orientando o fluxo de veículos para dar prioridade aos ônibus e opcionais ao fluxo de veículos particulares. A também pasta também orientou que quem está num veículo particular e possui maior flexibilidade, evite usar a ponte durante esse horário. Isso porque, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está realizando a obra de restauração da ponte e esse serviço tem deixado o fluxo de veículos engarrafados nos horários de pico.

Restrição já acontece pela manhã

O sentido Zona Norte/Centro da ponte de Igapó está fechado para a passagem de veículos particulares das 6h às 8h de segunda a sexta-feira e vai continuar assim até o fim das obras de reestruturação da ponte. Embora o problema do serviço vá além disso, a restrição para veículos particulares desafogou o trânsito caótico na via.

Em abril, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de passageiros do Município do Natal (Seturn), enviou um ofício à STTU, manifestando preocupação e solicitando a retenção de ônibus que circulam no acesso à ponte de Igapó, no sentido Quintas/Zona Norte, principalmente entre 16h e 18h30 em dias úteis.

Leia também: Empresários pedem aumento de tarifa de ônibus de Natal

Relembre os problemas

As obras na Ponte do Igapó causam problemas para os moradores da Zona Norte desde setembro de 2022, quando foram iniciados os serviços pela Prefeitura de Natal. Um ano depois, o Departamento de Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) realizou uma nova interdição na estrutura, dessa vez, com o prazo de um ano e meio de duração.

A Prefeitura de Natal, inclusive, moveu uma  Ação Civil Pública (ACP) contestando a interdição de um dos lados da ponte, por causa do canteiro de obras instalado pelo Dnit. O município alegou que a obstrução de uma via não era necessária e prejudicou aqueles que precisam utilizar a ponte diariamente. Segundo o município, o canteiro deve ser retirado da ponte e pelo menos uma das faixas obstruídas deve ser liberada para aliviar o trânsito no sentido Zona Norte/Centro. 

Já o Dnit, atual responsável pela obra, defende a necessidade da medida. O órgão argumentou que o trecho já estava com os desvios definidos pela Prefeitura, em razão de obras prévias na Avenida Felizardo Moura, e que a mudança do canteiro de obras para o local sugerido pelo município, localizada dentro de uma Área de Proteção Permanente (APP), exigiria uma série de medidas preliminares que acabariam por retardar a conclusão da obra. 

Com isso, a Justiça Federal do Rio Grande do Norte negou o pedido da Prefeitura Municipal do Natal para que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) removesse o canteiro de obras de cima da Ponte Velha. Quem assinou a decisão foi Moniky Mayara Costa Fonseca, juíza da 5ª Vara Federal do RN. 

A decisão também determinou a realização de uma perícia judicial antecipada, que verificou a necessidade ou não da instalação do canteiro da obra em cima da ponte. O responsável por conduzir a avaliação técnica foi Vinícius Leite Silveira, engenheiro civil e perito da Justiça Federal. 

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.