Ribeira: Loja Paris vai virar Centro Cultural de Fazeres
Natal, RN 19 de jun 2024

Ribeira: Loja Paris vai virar Centro Cultural de Fazeres

29 de maio de 2024
4min
Ribeira: Loja Paris vai virar Centro Cultural de Fazeres

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O bairro da Ribeira vai ganhar um novo Centro Cultural de Fazeres. A proposta é reformar o antigo prédio da loja Paris em Natal, na Ribeira, com o objetivo de unir a preservação do patrimônio material e a requalificação de um prédio histórico construindo um Centro Cultural que servirá de ponto de referência para diversas atividades culturais e criativas na cidade. 

Essa iniciativa é da Secretaria de Cultura de Natal (Secult/Funcarte) e foi selecionada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Seleções) entre mais de 3 mil propostas de preservação do patrimônio cultural em todo o país. Para a obra, será investido 400 mil reais, com a contratação de projetos legais e também de executivos para a revitalização do espaço.

O serviço está na fase de formalização do Termo de Compromisso com o Iphan, para depois iniciar o processo licitatório de contratação dos projetos técnicos de requalificação do prédio e depois disso que se realizará a implantação do Centro.

Para a prefeitura, o projeto contribui para o fortalecimento da Identidade Cultural e fortalecerá o turismo cultural e economia da região.  “O Centro de Fazeres integrará o patrimônio material e imaterial, além de evidenciar ofícios invisibilizados ao longo de anos e que são referências culturais, como a transmissão de saberes de ourives, sapateiros, artistas plásticos, consertos de móveis antigos, antiquários, ferreiros, aderecistas, relojoeiros, torneiros mecânicos, marceneiros, niqueladores, entre outros”, informou Dácio Galvão, secretário de Cultura de Natal.

Restauração da Loja resgata fase de expansão da cidade

As paredes descascadas e as intervenções arquitetônicas realizadas ao longo do tempo no prédio de três pavimentos da antiga loja ‘Paris em Natal’, no bairro da Ribeira, talvez não deem a dimensão correta da importância que o edifício tem para a história da capital potiguar.

A loja, que fica numa esquina de frente para o que hoje é o Teatro Alberto Maranhão, foi inaugurada em 1908. Os proprietários importavam diretamente de Paris os produtos considerados finos, de luxo, para atender a exigente elite de uma Natal que estava em um de seus ciclos de expansão, recebendo um fluxo crescente de pessoas que vinham tanto do interior, fugindo da seca, quanto do exterior

Além da restauração, é bom lembrarmos que essa revitalização está dentro de uma proposta maior do PAC Seleções, cuja primeira etapa foi ainda no governo Dilma [Rousseff], quando ainda era o PAC Cidades Históricas. Esse é um projeto que está dentro de proposta da Subsecretaria de Cultura do Estado para construção de alguns centros culturais. O edifício sediará o Centro Cultural Fazeres de Natal, que deve pegar a questão do saber fazer, que hoje é muito mais presente nas sociedades como patrimônio na perspectiva imaterial, um local para práticas tradicionais de produção, como a culinária, o artesanato, artes plásticas, visuais... é um espaço para pensarmos essas questões para a cidade do Natal. Também haverá centros semelhantes em outras cinco cidades no Rio Grande do Norte, como Mossoró e Caicó”, revela Almir Oliveira, professor do Departamento de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DETUR/UFRN). 

Leia a matéria completa sobre a importância da restauração da Loja Natal em Paris aqui

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.