Motoristas de ônibus aprovam greve em Natal
Natal, RN 20 de jun 2024

Motoristas de ônibus aprovam greve em Natal

28 de maio de 2024
3min
Motoristas de ônibus aprovam greve em Natal
Foto: Alex Régis

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro/RN) aprovou, na manhã desta terça-feira, 28,  a greve dos motoristas de ônibus de Natal. A decisão foi anunciada após assembleia geral da categoria.

O Sintro informou que ainda nesta quarta, 29, acontece uma nova rodada de negociação e ainda a definição de um calendário de lutas da categoria dos motoristas rodoviários.

“Deveremos fazer caminhadas na cidade, fazer coletivas, até culminar com o movimento de greve, em que toda a cidade estará já sabendo, porque a partir da próxima semana nós iremos para as ruas para informar ao povo de Natal de que a culpa de ter uma greve na cidade não é dos trabalhadores, que todos os dias estão ralando, todos os dias transportam vidas e todo dia têm dificuldades para sair e chegar em casa, mas não largam do trabalho. Estão lá, garantindo à população o direito de ir e vir”, afirmou Carlos Silvestre, assessor do Sintro/RN, em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira.

“Queremos pedir à população a contribuição e a compreensão. A luta dos trabalhadores é uma luta de toda a sociedade, e só estaremos fazendo essa greve porque empresários e o prefeito não querem ouvir as necessidades da classe trabalhadora rodoviária”, complementou o assessor.

Na última reunião de negociação entre motoristas e empresários de ônibus, na sexta-feira, 24, não houve acordo a respeito das demandas da categoria. Segundo Carlos Silvestre, a pauta de reivindicação da categoria foi protocolada com a classe empresarial no dia 30 de março.

Os trabalhadores rodoviários reivindicam aumento salarial acima da inflação de no mínimo 5%, garantia de R$ 600 de vale alimentação, plano de saúde pago integralmente pelas empresas e renovação da carteira de habilitação dos motoristas também paga integralmente pelas empresas, além da manutenção de todas as cláusulas que já estão na convenção coletiva.

Na última quinta, 23, representantes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) pediram à Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) reajuste no valor da passagem de ônibus, alegando que estavam operando com um déficit de R$ 0,45 em cada passagem e que o problema seria agravado, justamente, pelo aumento de salário dos motoristas de ônibus, que ainda está em fase de negociação.

Saiba mais - Ônibus: motoristas e empresários não se entendem sobre reajuste de salários

Em 2023, a Prefeitura do Natal concedeu aumento de 14,47% na tarifa de ônibus, que passou de R$ 3,90 para R$ 4,50.

“Se os empresários acharem que nem o possível é possível deles darem para a gente, não tem outra saída se não a greve da categoria rodoviária”, defendeu Carlos Silvestre.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.