Na Europa pelo Consórcio NE, Fátima fecha parcerias por agenda verde
Natal, RN 26 de mai 2024

Na Europa pelo Consórcio NE, Fátima fecha parcerias por agenda verde

16 de maio de 2024
5min
Na Europa pelo Consórcio NE, Fátima fecha parcerias por agenda verde
Fátima Bezerra durante encontro com alto comissariado da União Europeia pelo Consórcio Nordeste I Fotos: Daniela Luquini

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Desde segunda (13) em missão na Europa como presidente do Consórcio Nordeste, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, fechou parcerias com algumas empresas, pediu apoio ao alto comissariado do bloco europeu ao Fundo da Caatinga e garantiu a vinda de cerca de 300 empresários belgas ao Brasil em novembro para conhecer os projetos desenvolvidos por aqui.

Com foco numa agenda verde, a proposta da viagem foi vender as potencialidades dos estados nordestinos e captar investimentos estrangeiros. Durante os encontros, o Consórcio Nordeste apresentou projetos de energias renováveis; assinou um Termo de Cooperação Técnica com a ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos); apresentou propostas de investimentos na área de transição energética e se reuniu com o alto comissariado da União Europeia e empresários.

Nesse encontro, o Consórcio Nordeste apresentou soluções para a produção de hidrogênio verde, energia eólica e solar. Porém, destacou que não quer ser um mero exportador de hidrogênio verde, mas que planeja também utilizá-lo para a reindustrialização do Nordeste.

"O Nordeste não se coloca como parte desse problema, o Nordeste se coloca como parte da solução desse problema", Fátima Bezerra

“Esse é um momento histórico para nós. Hoje, estar aqui junto dos demais estados do Nordeste trazendo exatamente essa pauta, que é a pauta da expansão das energias renováveis dentro desse contexto da transição energética e da mudança climática, isso pra nós é muito importante porque nos motiva e nos fortalece cada vez mais nessa perspectiva que possamos avançar. O Nordeste não se coloca como parte desse problema, o Nordeste se coloca como parte da solução desse problema”, comentou Fátima Bezerra.

Foto: Daniela Luquini

Além da presidente do Consórcio Nordeste, também fazem parte da missão os governadores Paulo Dantas (AL); Jerônimo Rodrigues (BA); Elmano de Freitas (CE); Rafael Fonteles (PI); Fábio Mitidieri (SE) e o vice-governador do Maranhão, Felipe Camarão. Além de Fernando Hollanda, secretário-chefe da Assessoria Especial da Governadora Raquel Lyra e Relações Internacionais de Pernambuco e do superintendente da Sudene, Danilo Cabral.

Saiba +

Produtor de 30% da energia eólica do Brasil, RN vai ter deputado em comissão especial de transição energética e hidrogênio verde

RN: Empresa de energia eólica terá que indenizar morador da zona rural

O grupo, que já passou por Amsterdã (Holanda), Bruxelas (Bélgica) e está na Alemanha (Berlim) nesta quinta (16), encerra a missão amanhã. Para hoje está programada a participação do Consórcio no seminário "Brazilian Northeast: Green Industry and Energy Transition Investment Opportunities" (Nordeste Brasileiro: Oportunidades de Investimento na Indústria Verde e na Transição Energética), dentre outras atividades.

Somente na geração eólica offshore [em alto mar], que é a próxima fronteira a ser desbravada no mercado brasileiro, já temos 109 gigawatts em desenvolvimento no Nordeste, mais que suficientes para produzir anualmente 9 milhões de toneladas de hidrogênio verde. Mas acreditamos que, com a parceria da União Europeia, dos Estados Membros, e da forte indústria europeia, podemos fazer mais. Podemos desenvolver uma inovadora e avançada indústria de baixo carbono, para atender à demanda global, garantindo uma transição energética justa, e, mais do que isso, de realmente descarbonizar a economia mundial”, exaltou a presidente do Consórcio NE.

Foto: Daniela Luquini

Histórico

Em setembro de 2023, as governadoras e governadores nordestinos já haviam assinado uma parceria com o Banco Mundial para avanço na cadeia produtiva do Hidrogênio Verde com a intenção de criar cadeias de valor e um polo de hidrogênio, consolidando o Nordeste como centro da economia sustentável.

Já em novembro do ano passado, o Consórcio apresentou à ministra de Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, a proposta para criação do Fundo Caatinga, que destinaria recursos para a preservação do bioma. Na ocasião, ficou acertado que possíveis formatos para o fundo serão avaliados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre outras organizações.

Em fevereiro deste ano, a presidente do Consórcio NE assinou o documento "Carta de Natal", no qual reafirma o compromisso do grupo em atuar de maneira eficiente para mitigar os efeitos provocados pelas mudanças do clima.

Em abril deste ano o Consórcio e o Ministério de Meio Ambiente e Mudança Climática formalizaram a criação do Fundo Caatinga, com aval para o avanço em suas implementações.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.