Paulinho Freire quer voltar à Prefeitura após ter sido vice de Micarla
Natal, RN 30 de mai 2024

Paulinho Freire quer voltar à Prefeitura após ter sido vice de Micarla

3 de maio de 2024
3min
Paulinho Freire quer voltar à Prefeitura após ter sido vice de Micarla
Foto: reprodução

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Pré-candidato à Prefeitura de Natal, o deputado federal Paulinho Freire (União Brasil) vai para as eleições de 2024 contando com o apoio do atual prefeito da capital, Álvaro Dias (Republicanos). O apoio foi sacramentado nesta quinta-feira (2), quando também foi anunciada a pré-candidata à vice, a secretária de Planejamento Joana Guerra. Mas Freire já conhece bem a Prefeitura: ele foi o vice de Micarla de Sousa entre 2009 e 2012, e assumiu interinamente o cargo de prefeito por pouco mais de um mês, no final de 2012, quando Micarla foi afastada pela Justiça acusada de fazer parte de um esquema de corrupção na saúde.

Paulinho, que tem 59 anos, é empresário e foi um dos fundadores do Carnatal, como sócio da empresa Destaque Promoções. Seu primeiro mandato parlamentar foi em 1993, como vereador, ficando dez anos e permanecendo até 2003. Neste ano, assumiu como deputado estadual e ficou até 2006. 

Em 2008, fechou aliança com Micarla de Sousa para ser seu candidato a vice. A chapa ganhou no primeiro turno com 50,84% dos votos, mas enfrentou forte desgaste ao longo do mandato. Com alta desaprovação, nasceu então o movimento “Fora Micarla”, em 2011, pedindo a saída da titular. A Câmara Municipal chegou a ser ocupada por manifestantes.

Em 2012, o descontentamento evoluiu e a prefeita deixou o cargo em decorrência de acusações de ligação com crimes investigados na Operação Assepsia — em 2022, ela e outros 13 acusados foram absolvidos. 

Em baixa em 2012, Paulinho então se candidatou novamente a vereador e retornou à Câmara em 2013 (reeleito em 2016 e 2020), vendo seu poder aumentar a partir de 2019 quando foi eleito presidente da Casa. Em 2022, se candidatou a deputado federal e foi eleito com 77.906 votos, o sexto mais votado entre as oito vagas. 

Ainda passou por diferentes partidos ao longo da trajetória, como PMDB, PSDB, PSB, PMN, PP, PROS, Solidariedade, PSDB novamente, PDT e União Brasil, onde está desde a última eleição.

Na Câmara, se alia em algumas votações com a bancada bolsonarista. Votou, por exemplo, ao lado de General Girão (PL) e Sargento Gonçalves (PL) pela libertação de Chiquinho Brazão, acusado de mandar matar a ex-vereadora Marielle Franco.

Também assinou, em fevereiro deste ano, um pedido de impeachment contra Lula, apresentado pela deputada Carla Zambelli (PL-SP) ao lado, novamente, de Girão e Gonçalves.

Na capital potiguar, Paulinho Freire é o nome apoiado pela extrema-direita de Rogério Marinho (PL), atual líder da oposição no Senado, ex-secretário especial da Previdência de 2019 a 2020 e ministro do Desenvolvimento Regional de 2020 a 2022 do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista nesta quinta-feira (2), em que recebeu publicamente o apoio de Álvaro Dias, Freire falou da relação com o atual prefeito. Álvaro, por sua vez, coordenou a campanha de Bolsonaro no Rio Grande do Norte em 2022.

“Eu apoiei Álvaro pra deputado estadual, eu fiz dobradinha com Álvaro em Natal, ele deputado federal, eu deputado estadual. E nós temos uma trajetória política muito grande juntos”, disse.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.