RN tem encalhe em massa de 21 baleias-piloto
Natal, RN 19 de jun 2024

RN tem encalhe em massa de 21 baleias-piloto

31 de maio de 2024
2min
RN tem encalhe em massa de 21 baleias-piloto
Imagens: redes sociais - PititingaBeach

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Pelo menos 21 baleias-piloto encalharam, na manhã desta sexta (31), na comunidade da Praia de Pititinga, no município de Rio do Fogo, no litoral potiguar. Os animais foram vistos por moradores da comunidade, que acionaram as autoridades. A causa do encalhe ainda sendo investigada, segundo o Centro de Estudos e Monitoramento Ambiental (CEMAM), do Projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PCCB-UERN).

"Estamos trabalhando intensamente para salvar esses animais e entender o que levou ao encalhe", esclareceu Flávio Lima, biólogo e coordenador geral do PCCB-UERN.

Antes mesmo da chegada das equipes de resgate, por volta das 7h, os próprios moradores da região tentaram fazer uma reintrodução das baleias no mar, mas elas retornaram.

“É provável que os animais estejam desorientados, com sinais de distúrbio neurológico, mas isso ainda está no campo da suposição, precisamos aprofundar mais a pesquisa. As baleias estão adernando, ficando de lado, e num movimento de vai e volta. Até o presente momento, um dos animais não resistiu e foi a óbito”, acrescentou Flávio Lima.

Para a operação de resgate estão sendo construídas barreiras de proteção contra o sol, enquanto são feitas novas tentativas de devolver os animais ao mar.

Além do Projeto Cetáceos, técnicos do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) também estão no local.

Flávio Lima I Imagem: PCCB-UERN
Imagem: PCCB-UERN

Baleias-piloto

As baleias-piloto são conhecidas por sua natureza social e por formarem grupos coesos. Muitas vezes, elas seguem um líder e podem encalhar em conjunto, se um dos membros estiver doente ou desorientado.

Flávio Lima, do Cetáceos da Costa Branca com equipes do Idema e Ibama I Imagem: PCCB-UERN
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.