Religiosos manifestam apoio a cacique Luiz Katu, alvo de intimidações
Natal, RN 20 de jun 2024

Religiosos manifestam apoio a cacique Luiz Katu, alvo de intimidações

29 de maio de 2024
4min
Religiosos manifestam apoio a cacique Luiz Katu, alvo de intimidações
Foto: Tiago Lima

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Ao menos seis igrejas, comunidades e organizações religiosas com atuação no Rio Grande do Norte lançaram uma nota de apoio ao cacique Luiz Katu, vítima de intimidações depois de denunciar ações de derrubada de madeira ilegal em um território ocupado por índigenas.

A nota é assinada pela Igreja Batista Peregrina do Natal, Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito do Rio Grande do Norte, Comunidade Cristã Palavra de Vida do Rio Grande do Norte, Fórum de Diálogo Inter-religioso do Rio Grande do Norte, Movimento Renovar Nosso Mundo Brasil e Rede Cristã de Advocacia Popular (RECAP).

No texto, os religiosos declaram solidariedade ao cacique, que neste mês foi às redes sociais denunciar, também, as intimidações contra si.

“Luiz Katu é uma das principais lideranças indígenas do estado do Rio Grande do Norte e tem se comprometido com a luta pelo território e a cultura indígena. Luiz tem denunciado a retirada ilegal de madeira do território potiguara Katu, assim como a derrubada ilegal de árvores de mangaba para a ampliação da área de cultura canavieira”, diz a nota.

O documento ainda cobra do poder público a proteção a Luiz Katu, assim como a proteção do território e das comunidades indígenas, bem como a demarcação e titulação das terras indígenas. 

“A luta pelos direitos territoriais dos povos indígenas é de todos e todas nós, é defender a Criação divina!”, concluem os religiosos.

Um dos signatários, o servidor público Freitas Júnior é membro da Igreja Batista Peregrina da capital potiguar. 

“A nota é fruto da preocupação de religiosas e religiosos engajados na defesa da criação divina e dos povos originários. Comunidades que apontam para uma outra forma de vida e de relação com o meio ambiente”, defende.

“O diálogo é essencial para a construção de uma cultura de paz e da proteção à vida em todas as suas diversas manifestações”, diz Freitas.

Entenda

A Área de Proteção Ambiental (APA) APA Piquiri-Una, entre as cidades de Goianinha e  Canguaretama, tem sido alvo de ações ilegais de desmatamento para plantação de cana de açúcar. A região é tradicionalmente ocupada por indígenas do povo Potiguara Katu.

De acordo com o cacique Luiz Katu, uma área equivalente a 10 campos de futebol onde existia uma plantação de mangabas foi derrubada.

Em 26 de janeiro deste ano, uma equipe do Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar, junto com o IDEMA e ITEP, já havia identificado crime de desmatamento ilegal de mata atlântica na Área de Proteção Ambiental Piquiri-una.

Na ocasião não foram encontradas pessoas no local, mas a equipe apreendeu as máquinas, galões de gasolina, ferramentas e demais itens utilizados na ação criminosa. Em 11 de abril, a Polícia Federal indiciou dois empresários investigados por promover desmatamento não autorizado no município de Espírito Santo. 

Com o caso levado às autoridades, o cacique passou a sofrer intimidações. Em 10 de maio, a Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Coeppir), vinculada à Secretaria de Estado das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos(Semjidh), encaminhou o caso a Ouvidoria Geral dos Direitos Humanos da Semjidh para o acolhimento da manifestação e eventuais providências cabíveis.

O Ministério Público Federal (MPF) também pediu ao Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte que sejam adotadas providências para garantir proteção policial ao cacique indígena.

Veja a nota completa:

Viemos a público manifestar solidariedade ao Cacique Luiz Katu do Povo Potiguara Katu que no passado 9 de maio de 2024 sofreu mais uma intimidação que coloca em risco sua integridade e sua vida. Conforme vídeo divulgado pelo cacique as ameaças são relacionadas com as recentes denúncias que ele vem realizando sobre a extração ilegal de madeira no seu território.

Luiz Katu é uma das principais lideranças indígenas do estado do Rio Grande do Norte e tem se comprometido com a luta pelo território e a cultura indígena. Luiz tem denunciado a retirada ilegal de madeira do território potiguara Katu, assim como a derrubada ilegal de árvores de mangaba para a ampliação da área de cultura canavieira.

Cobramos do poder público tanto a proteção do cacique Luiz Katu, como a proteção do território e das comunidades indígenas e a demarcação e titulação das terras indígenas. A luta pelos direitos territoriais dos povos indígenas é de todos e todas nós, é defender a Criação divina!

Subscrevem:

Igreja Batista Peregrina do Natal

Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito do Rio Grande do Norte 

Comunidade Cristã Palavra de Vida do Rio Grande do Norte

Fórum de Diálogo Inter-religioso do Rio Grande do Norte

Movimento Renovar Nosso Mundo Brasil

RECAP- Rede Cristã de Advocacia Popular

Saiba mais

MPF pede proteção policial a cacique do RN vítima de intimidações

Denúncia de intimidação do cacique do RN será encaminhada à ouvidoria

Após denúncias de desmatamento, Cacique Luiz Katu sofre intimidações

PF indicia canavieiros por desmatamento em área ocupada por indígenas no RN

PGE investiga desmatamento em área ocupada por indígenas no RN

Canavieiros desmatam ilegalmente área ocupada por indígenas no RN

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.