Antirracismo: livro potiguar será exposto na Bienal do Livro de SP
Natal, RN 24 de jul 2024

Antirracismo: livro potiguar será exposto na Bienal do Livro de SP

26 de junho de 2024
4min
Antirracismo: livro potiguar será exposto na Bienal do Livro de SP
Lucas Der Leyweer vive em Natal desde 2020 | foto: cedida

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Um dos maiores festivais literários da América Latina, a Bienal do Livro de São Paulo, vai acontecer de 6 a 15 de setembro e reunirá autores e leitores, nacionais e internacionais. Dentre eles, está Lucas Der Leyweer, natural de Cacoal, em Rondônia, mas que vive em terras potiguares desde 2020. 

Com o livro  “Vivências de peles negras”, o autor participará da Bienal SP pela primeira vez, tendo participado da edição do evento do Rio de Janeiro, onde também apresentou seu trabalho no ano passado. No livro, que é o primeiro a ser exposto na editora UICLAP,  o jovem conta sua vivência e perspectivas sobre o cansaço do povo negro através de poemas. Em entrevista à Agência Saiba Mais, Lucas contou que ideia de criar a obra veio depois do assassinato brutal de Giovanni Gabriel de Souza Gomes, morador do Guarapes que foi brutalmente assassinado por policiais, em um crime que aconteceu em 2020 até hoje segue sem solução.

“Quando eu estava acompanhando o caso dele na TV, isso me deu muito gatilho, me fez questionar várias coisas, por eu ser um homem negro também, e passei a refletir sobre. Daí foi quando eu comecei a escrever poemas.”, lembrou o escritor que usou as palavras na luta contra o racismo. “Com isso, eu passei também a contar a minha vivência como uma pessoa preta, e de outras pessoas também. Então, vários casos que teve no nosso país, casos de racismo, eu coloquei nesse livro também.”, comentou.

Livro foi exposto na Bienal do Rio em 2023 | foto: cedida

Leia também: Caso Gabriel volta a júri popular em 2 de julho

Autor de dois livros de poemas, publicados em 2021, Lucas escreve sobre sua realidade, vivências e conflitos com temas que o atravessam como homofobia e racismo. “É sobre ocupar espaços importantes”, destaca o escritor. Expor seu trabalho na Bienal é uma oportunidade para o jovem conquistar espaços e aumentar a visibilidade do seu trabalho. “Eu espero que com essa participação, indo lá pra acompanhar no livro, talvez eu possa conseguir fazer network, sei lá, conseguir mais oportunidades pro meu trabalho.Tô muito feliz. Conhecer também alguns leitores de São Paulo.”, completa. 

No livro  “Pequenos poemas para grandes corações”, publicado em 2021 durante a pandemia de Covid-19, Lucas aborda os amores e desamores da vida, em uma coleção de poemas que vão além de amores românticos. “São poemas em tom biográfico, mas de fácil identificação. O personagem principal, da vida real, é um jovem adulto que ama escrever sobre si e os personagens cotidianos que o rodeiam.”.

Capa do livro é uma foto da praia de Redinha | foto: cedida

A Bienal SP

Realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), a Bienal do Livro é um dos principais eventos literários do país. Na edição paulista de 2024, serão mais de 1.500 horas de programação para diferentes faixas etárias nos espaços oficiais organizados pelo evento. A feira também reunirá nomes como Jeff Kinney, autor da série “Diário de um Banana”; Junior Rostirola, de “Café com Deus Pai”; e Ernesto Rodrigues, de “Ayrton: O Herói Revelado”.

O evento será dividido em setores e oferecerá palestras com autores de best-sellers nacionais e internacionais, debates sobre questões de relevância social e cultural, espaços com programação infantil, entre outros.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.