Falando sobre resistência, líder quilombola lança livro em Natal
Natal, RN 18 de jul 2024

Falando sobre resistência, líder quilombola lança livro em Natal

23 de junho de 2024
3min
Falando sobre resistência, líder quilombola lança livro em Natal
foto: cedida

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Líder do quilombo Boa Vista dos Negros, em Parelhas, Sebastião Genicarlos dos Santos vai lançar o livro “O Cachimbo de Ibém” no próximo dia 2 de julho, na Biblioteca Câmara Cascudo, em Natal. Fruto da sua dissertação do mestrado, o livro narra as estratégias de resistências e relações interraciais na Boa Vista dos Negros. 

Bacharel e licenciado em História, pela UFRN/ CERES- Caicó, com mestrado em Antropologia Social também UFRN e atualmente fazendo doutorado em História na UFPE, o professor da Faculdade Caicoense Santa Terezinha e da rede estadual do RN, realizou o estudo para a tese do mestrado, que gerou o livro, a partir de uma junção da antropologia e da história. 

“O livro é fruto de minha dissertação de mestrado, defendida em 2021, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFRN, com o título de Parentes, vizinhos e compadres: estratégias de resistência e relações interraciais na Boa Vista dos Negros. Trata-se de um estudo desenvolvida a partir da junção das perspectivas da Antropologia e da História, isto é, abordando a sincronia e a diacronia na tentativa de melhor compreender a longeva existência da Boa Vista dos Negros, minha comunidade de origem”, explicou o professor à Agência Mais. 

capa do livro | foto: cedida

Desconstrução da ideia que atuação de população de descendência africana foi diminuta

Um dos objetivos da pesquisa de Sebastião foi desconstruir a ideia que a presença e atuação da população com ascendência africana foi fraca historicamente. Muito pelo contrário, a proposta do trabalho é mostrar como a as comunidades quilombolas possuem um histórico de lutas, afirmações e conquistas feitas e outras a se realizar. 

“A importância de trabalho de semelhante natureza estando fato de que ele contribui para que seja desconstruída a ideia de que a presença e atuação de população de ascendência africana foi historicamente muito diminuta. Ademais, ele põe em evidência a situação atual das comunidades quilombolas do Rio Grande do Norte, com um extraordinário histórico de lutas, de afirmação e de conquistas que já foram feitas e de outras tantas que ainda precisam se realizar”, pontua. 

O “Nego da Boa Vista”, como a liderança se define, também explicou como enfrentou dificuldades para realizar sua pesquisa. Isso porque, um dos principais fatores foi a dificuldade para acessar a documentação histórica já que muitas fontes utilizadas se encontravam em em acervo particulares. Por isso, Sebastião precisou de ‘jogo de cintura’. 

“Enfrentei algumas dificuldades, especialmente no que se refere ao acesso à documentação histórica, uma vez que boa parte das fontes cruciais ao meu trabalho enquanto historiador foi parar em acervos particulares, só com muito jogo de cintura pude encontrar certos documentos, mas não dá forma ideal para a realização de um trabalho científico”, explicou. 

Serviço: Lançamento do livro “O Cachimbo de Ibém” de Sebastião Genicarlos dos Santos

Quando: 02/07 

Local: Biblioteca Câmara Cascudo 

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.