Motoristas de ônibus de Natal vão entrar em greve nesta segunda (3)
Natal, RN 22 de jun 2024

Motoristas de ônibus de Natal vão entrar em greve nesta segunda (3)

1 de junho de 2024
4min
Motoristas de ônibus de Natal vão entrar em greve nesta segunda (3)
Foto: Prefeitura de Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os motoristas de ônibus de Natal vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (3). A decisão foi anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do RN (Sintro) nesta sexta-feira (31). No comunicado publicado nas redes sociais, o sindicato informa que será garantida a frota de emergência de 30%, de acordo com a Lei da Greve.

Os trabalhadores rodoviários reivindicam aumento salarial acima da inflação de no mínimo 5%, garantia de R$600 de vale alimentação, plano de saúde pago integralmente pelas empresas e renovação da carteira de habilitação dos motoristas também paga integralmente pelas empresas, além da manutenção de todas as cláusulas que já estão na convenção coletiva.

O anúncio da greve surgiu após rodadas de negociação sem avanço com as empresas de transporte público que operam na capital. De acordo com o Sintro-RN, a proposta dos empresários, apresentada na última quarta-feira (29), não atende às reivindicações dos trabalhadores. Apesar disso, um novo encontro está marcado para segunda-feira, 03. 

De acordo com o Sintro, no encontro da quarta (29), as empresas apresentaram proposta de reajuste salarial de 3% – abaixo da inflação -, dividido em 1,5% no mês de maio e a outra parcela em novembro. Além disso, foi proposto o reajuste de 3% para o vale alimentação dos trabalhadores.

“Essas propostas não atendem às necessidades dos rodoviários. No entanto, entendendo que a população não pode ficar sem o transporte público de cada dia, nós remarcamos para segunda-feira uma nova rodada de negociação”, informou o assessor do Sintro-RN, Carlos Silvestre.

Confira o edital publicado na íntegra:

EDITAL DE GREVE

AVISO A POPULAÇÃO

A Diretoria do SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIARIOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições estatutárias legal, e com base na lei n° 7.783, de 29/06/1989, comunica a população em geral que os trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (URBANO) decidiram em assembleia geral da categoria DECRETAR GREVE por tempo indeterminado no município de Natal RN no prazo de 72 horas a contar da publicação deste edital, tendo em vista o não avanço nas negociações da Data base 2024/2025 da categoria.

Informamos ainda que será garantida a frota emergencial de 30% de acordo com a lei de greve n° 7.783, de 28 de junho de 1989. Natal-RN, 30 de maio de 2024”

Antonio Júnior da Silva,
presidente do SINTRO/RN.

Saiba +: Motoristas de ônibus aprovam greve em Natal

Entenda a greve

Os rodoviários do sistema de transporte público de Natal aprovaram um indicativo de greve na última terça-feira (28). Quando a paralisação é deflagrada, as entidades sindicais ou trabalhadores são obrigados a comunicar com antecedência mínima de 72 horas, conforme a lei de greve, como aconteceu nesta sexta (31).

Já no último dia (23), representantes do Seturn pediram à Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) reajuste no valor da passagem de ônibus, justificando que estavam operando com um déficit de R$ 0,45 em cada passagem e que o problema seria agravado pelo aumento de salário dos motoristas de ônibus, que ainda está em fase de negociação. Acontece que, em 2023, a Prefeitura do Natal concedeu aumento de 14,47% na tarifa de ônibus, que passou de R$ 3,90 para R$ 4,50.

No último dia (24), os motoristas e empresários de ônibus não conseguiram entrar em um acordo durante a reunião de negociação para debater o reajuste de salário da categoria. De acordo com Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn), os motoristas de ônibus pedem reajuste de 8,3% na remuneração atual, aumento de 50% no vale-transporte, de 20% no plano de saúde, além de benefício para custeio da renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Leia também

Ônibus: motoristas e empresários não se entendem sobre reajuste de salários

Empresários pedem aumento de tarifa de ônibus de Natal

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.