Prefeitura dorme no ponto e vem novo aumento de passagem
Natal, RN 20 de jun 2024

Prefeitura dorme no ponto e vem novo aumento de passagem

8 de junho de 2024
6min

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Mais uma vez começa a mesma ladainha dos donos das empresas de ônibus aqui da cidade, querendo aumentar ainda mais o preço de uma passagem de ônibus que já é cara, uma das mais caras de todo o nordeste, a 3ª mais cara para ser mais preciso.

Eu como sindicalizado que sou, jamais seria contra o aumento salarial dos trabalhadores do setor, pelo contrário, manifesto por aqui meu total apoio não só pelo aumento de seus salários, mas também pela melhoria da qualidade de vida destes que passam o dia inteiro em um transporte barulhento, e em um trânsito denso, estressante e com ruas esburacadas.

Porém, infelizmente o aumento das passagens para a população nem sempre veem atrelado ao aumento dos salários dos empregados do transporte público urbano. Ao invés disso, o que temos observado ao longo dos últimos anos é o acúmulo de funções dos motoristas, que, além de prestar atenção ao trânsito, ainda precisam receber a passagem e passar troco corretamente. Com isso, o número de motoristas que estão saturados e adoecendo vem crescendo cada vez mais.

Outro ponto que observamos é a má qualidade da grande maioria dos ônibus que circulam pela cidade. Não é de hoje que se cobram das empresas a melhoria de suas frotas, inclusive atrelados como contrapartida da concessão de antigos aumentos das passagens. Mas basta depender um só dia do transporte público para vermos a realidade que a população natalense enfrenta dia após dia. É extremamente desgastante. Sem falar que estudos realizados no ano de 2022, mostrarem que o brasileiro gasta cerca de 20% de seu salário apenas com transporte público para irem ao trabalho. É um dado muito alarmante.

E mais, há mais de uma década que se discute acerca da licitação do transporte público da cidade do Natal, mas que nunca sai do papel. Primeiro trago para você o porquê da necessidade de se fazer um processo de licitação.

Este se dá devido à obrigação de prestação do serviço de transporte público urbano e coletivo ser de obrigação da prefeitura. Uma vez que a prefeitura não tenha condições de ofertar tal serviço, ela pode abrir um processo licitatório para dar uma concessão para prestação dos serviços públicos de transporte coletivo urbano. Ou seja, a prefeitura do Natal por não ter condições de oferecer um serviço que é de sua responsabilidade, outorga a outras empresas, o direito de prestar tal serviço, sob sua tutela, obedecendo normas sob sua supervisão.

E aí vem a segunda pergunta… Por que nunca sai do papel?

Existem muitas teorias para essa pergunta. Prefiro me atentar aos fatos, ao invés de confabular ou inventar fake news.

Em agosto de 2012, no primeiro momento daquela manifestação intitulada “revolta do busão”, se cobrava da prefeitura mais transparência sobre o valor das passagens, melhorias na frota dos ônibus da cidade e a “famosa” licitação. De lá pra cá já se passaram exatamente 12 anos, e nada mudou. Pelo contrário, diversas linhas de ônibus foram retiradas de circulação, piorando ainda mais a vida do povo natalense.

Ao longo desses 12 anos, dois editais foram lançados, ambos não foram para frente porque duas sessões públicas deram desertas, isto é, quando não aparecem nenhuma empresa interessada no processo licitatório. O interessante é que existem empresas que seguem rodando com seus ônibus pela cidade. Mas na hora em que se quer normatizar o processo e adotar melhorias para a população, a licitação dá deserta. Muito interessante não é mesmo? Pensem aí comigo…

Basta qualquer usuário do transporte pública da nossa cidade fazer uma rápida análise, que ao longo desses 12 anos da revolta do busão até hoje, o que melhorou? Não houve aumento de linhas, mas sim diminuição. Não tem uma frota nova, nem com ar-condicionado. Não melhorou na rapidez, pois o tempo médio de espera por uma linha segue alto. Assim como não melhorou a superlotação dos carros, que nos horários de pico, seguem com gente por cima de gente.

Logo, só me resta acreditar que não é de interesse de nenhuma empresa participar dos processos de licitação lançados pela prefeitura. E as empresas seguem de maneira organizada, esvaziando quantas licitações a prefeitura lançar. Pois elas não querem ofertar um serviço de qualidade para nossa população. Agora o que não sei a resposta é… Por que a prefeitura nada faz diante deste quadro que se arrasta por tantos anos? Prefiro não manifestar nenhum julgamento prévio, mas que é estranho, é.

Em dezembro de 2023 a Associação Nacional dos Transportes Públicos (ANTP) ficou de fazer um estudo técnico previsto para finalizar em março deste ano, e, assim, enviar um relatório técnico de consultoria à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). O preço deste serviço de consultoria foi de 1,4 milhão de reais, vale lembrar que em 2022 a ANTP já havia feito um outro estudo de melhoria, cobrando um valor de R$526 mil reais. Só aí nesses dois “estudos” já foram gastos quase 2 milhões de reais. E a melhoria do transporte público continua como uma promessa que nunca se cumpre.

Do que adianta tanto estudo, tanto relatório, tanta consultoria, tanto dinheiro público gasto, se nada melhora e nossa população continua esperando no ponto?

É hora da gente, população natalense acordar, nos mexermos e nos manifestarmos contra esse absurdo aumento de passagens. A cada ano as promessas de melhorias são vinculadas com o aumento das passagens, mas sempre é a mesma ladainha, e o final a gente já conhece.

Seguimos sem nenhuma projeção de licitação, o tal estudo que era previsto para março deste ano, não sei em que pé está. Tentei fazer uma busca e não encontrei nada a respeito. Enquanto as empresas não se interessam pela licitação e esvaziam os editais, elas continuam lotando seus ônibus de gente, como se fossemos sei lá o que, porque nem bicho merece ser tratado dessa forma.

A prefeitura mais uma vez dorme no ponto e a população paga mais uma vez com aumento das passagens de ônibus.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.