Servidores da justiça realizaram manifestações em Natal e Mossoró
Natal, RN 25 de jul 2024

Servidores da justiça realizaram manifestações em Natal e Mossoró

12 de junho de 2024
3min
Servidores da justiça realizaram manifestações em Natal e Mossoró

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os trabalhadores do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte se reuniram em manifestação na manhã desta quarta-feira (12), simultaneamente em Natal, no Tribunal da Justiça, e em Mossoró, no Fórum Silveira Martins, para reivindicar melhorias nas propostas oferecidas pelo tribunal. A mobilização, que também aconteceu em outras Comarcas, teve o nome; “Valorização – Respeito – Dignidade – Reconhecimento”.

Em processo de negociação do reajuste salarial de 2024, os representantes do SindJustiçaRN, que é a entidade que representa os trabalhadores judiciários e sindicalizadas e sindicalizados fizeram falas dialogando com os servidores do tribunal e com a população, destacaram o trabalho exercido pela categoria e reafirmaram que a luta vai além de um reajuste salarial justo. Segundo a categoria, os protestos são por condições de trabalho adequadas e reconhecimento daqueles que dedicaram anos de suas vidas ao judiciário do RN.

“Muitas vezes a atuação de Analistas e Oficiais de Justiça é invisibilizada, porém, são esses trabalhadores os responsáveis pela boa administração do judiciário, além de serem o elo entre a justiça e a sociedade. É papel dessas servidoras e servidores analisar e movimentar processos, averiguar provas, criar modelos de decisões, garantir que as decisões judiciais sejam cumpridas e que os direitos das partes sejam respeitados, entre outros.”, defendeu o SindJustiça.

Agora, ainda seguindo o calendário de mobilização, está prevista a realização de uma nova Assembleia Geral Extraordinária na próxima sexta-feira (14), às 15h, no Mercado da Agricultura Familiar (antigo CECAF), em Natal. No encontro serão retirados os encaminhamentos de acordo com o retorno dado pelo tribunal diante das reivindicações da categoria apresentadas pelos trabalhadores. 

Entenda

Até o momento, a presidência do TJRN ofereceu um reajuste de 2%. Mas, a proposta foi recusada pelos servidores porque o valor está abaixo da inflação (3,69%). Outra reivindicação da categoria é a atualização do auxílio alimentação e do auxílio saúde.

No ano passado, os servidores tiveram um aumento de 3,85%, equivalente à reposição da inflação, mas os dois auxílios não são reajustados há dois anos. Além do aumento nos salários, os cerca de 300 servidores sindicalizados (a) também negociam outros pontos, como a correção da gratificação de Oficiais de Justiça, a produtividade para Analistas e o plantão remunerado.

Saiba +
Deputados aprovam reajuste para desembargadores do TJRN e procuradores do MPRN; salários vão passar dos R$ 41 mil

Aumento em 2023

Há quase um ano, em meados de 2023, os desembargadores do Tribunal de Justiça (TJRN) e procuradores do Ministério Público (MPRN) que atuam no Rio Grande do Norte tiveram um aumento de 18% aprovado.

Com isso, até 2025, o salário desses profissionais vai passar de R$ 35.462,22 para R$ 41.845,49. As despesas provenientes do reajuste, aprovado pelos deputados estaduais no ano passado, correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, ou seja, o impacto do aumento será absorvido pelo orçamento de cada instituição que, anualmente, recebe repasse do Governo do Estado para garantir seu funcionamento.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.