Vereadores de Natal rejeitam veto de Álvaro e aprovam Feira do Cordel
Natal, RN 15 de jul 2024

Vereadores de Natal rejeitam veto de Álvaro e aprovam Feira do Cordel

26 de junho de 2024
4min
Vereadores de Natal rejeitam veto de Álvaro e aprovam Feira do Cordel
Com a Feira Municipal do Cordel, expectativa de cordelistas é de que aumentem as possibilidades de comercialização dos trabalhos com o público. Foto: reprodução/EBC

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os vereadores de Natal rejeitaram, em sessão nesta terça-feira, 25, o veto do prefeito Álvaro Dias (Republicanos) no projeto de lei n° 586/2022, de autoria da vereadora Júlia Arruda (PCdoB), que institui a Feira Municipal do Cordel. A votação foi acompanhada pela pressão dos cordelistas da capital potiguar, que realizaram, na ocasião, um ato para sensibilizar os parlamentares pela derrubada do veto.

Autora do projeto, a vereadora Júlia Arruda comemorou a decisão da Câmara Municipal. "O projeto foi votado por unanimidade e partiu de um querer da categoria que sente a necessidade desse gênero literário genuinamente nordestino ter mais visibilidade, fortalecendo a identidade da nossa arte", declarou.

A cordelista e Presidenta da Academia Norte-rio-grandense de Literatura de Cordel (ANLIC-RN), Tonha Mota, conta que a categoria festejou a derrubada do veto, destacando a Feira do Cordel como uma reivindicação da classe de cordelistas.

“É uma luta de todos os cordelistas que vivem há muito tempo batalhando para ter condições mais amplas de comercializar o seu trabalho”, afirmou em declaração à Agência Saiba Mais.

Ela ressalta as dificuldades financeiras que a categoria enfrenta, principalmente para conseguir publicar as próprias obras, e avalia que, com a Feira do Cordel, a expectativa é de que aumentem as possibilidades do cordelista comercializar seu trabalho com o público.

“Nós teremos mais chances de negociar o nosso trabalho diretamente com o povo”, declarou Tonha Mota, destacando também que a Feira do Cordel traz a comercialização de outras literaturas e produtos da cultura popular, não se restringindo aos cordéis.

De acordo com a cordelista, a Feira Municipal do Cordel pode criar um vínculo entre essa literatura e a população natalense, contribuindo para o fomento da cultura destinada ao povo, e que a categoria vai acompanhar o trabalho do município para que a lei saia do papel. “Porque, nessa cidade, tem público que lê, tem pessoas que gostam da cultura popular”, defende.

Como exemplo disso, ela cita a Estação do Cordel, que realiza eventos voltados à cultura popular, dialogando ainda com diversas manifestações artísticas e de literatura. “Isso mostra que o cordel é uma bandeira que vai abrindo outras portas”, avalia a cordelista.

Cordelistas comemoraram derrubada do veto de Álvaro Dias. Foto: reprodução

“O cordel é uma ferramenta pedagógica, que se usa nas escolas, na sala de aula, na alfabetização de crianças… É muito importante que as pessoas comecem a conhecer mais a literatura de cordel e a força que ela tem”, afirma Tonha Mota.

Entenda

O projeto de lei que institui a Feira Municipal do Cordel em Natal é de autoria da vereadora Júlia Arruda (PCdoB) e sugere que a iniciativa seja integrada ao calendário oficial do município do Natal, ocorrendo anualmente no mês de novembro, em comemoração ao Dia do Cordelista, que acontece em 19 de novembro.

Apesar de ter sido aprovada pela Câmara Municipal em sessão plenária em novembro de 2023, a proposta foi vetada pelo prefeito Álvaro Dias um mês depois, em dezembro passado, alegando que o projeto viola “o princípio da separação de poderes”.

Nesta terça, 25, com a presença da luta dos cordelistas de Natal, a Câmara Municipal rejeitou o veto de Dias.

Leia também

Cordelistas protestam contra veto de Álvaro em "PL da Feira do Cordel"

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.