Conta de luz vai ficar mais cara no RN
Natal, RN 17 de jul 2024

Conta de luz vai ficar mais cara no RN

2 de julho de 2024
3min
Conta de luz vai ficar mais cara no RN
lâmpada, energia elétrica I Foto: divulgação Grupo Neoenergia Cosern

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A conta de luz do mês de julho vai ficar mais cara no RN, segundo a  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A cobrança é de 1,88 e passa a valer a cada 100 kW/h consumidos no mês e acontece por causa da bandeira tarifária amarela, que volta a valer depois de 26 meses.

Segundo a Aneel, a previsão de chuva abaixo da média, o aumento das temperaturas no país e a expectativa de aumento do consumo de energia justificam a tarifa extra. Segundo a agência: "Essa é a primeira alteração na bandeira desde abril de 2022. Ao todo, foram 26 meses com bandeira verde. Com o sistema de bandeiras, o consumidor consegue fazer escolhas de consumo que contribuem para reduzir os custos de operação do sistema, reduzindo a necessidade de acionar termelétricas".

Exemplificando, as baixas chuvas somadas às temperaturas cada vez mais altas no país estão aumentando os custos de operação do sistema de geração de energia das hidrelétricas. Sendo assim, como divulgado pela agência, seria necessário acionar as usinas termelétricas, que possuem custo maior.

Entenda as bandeiras tarifárias:

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela Aneel em 2015 e sinaliza o custo real da energia gerada. E para calcular o acionamento delas, é levado em conta dois fatores: o risco hidrológico e o preço da energia.

Já as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia vai custar mais ou menos em função das condições de geração, sendo a bandeira vermelha a que tem um custo maior, e a verde, o menor.

Com a bandeira amarela no RN:

  • A tarifa aumenta R$1,88 a cada 100 kilowatt-hora (kWh).
  • O consumo médio em uma casa brasileira na zona urbana é de aproximadamente 150 kWh a 200 kWh (sem ar-condicionado).

Já os fatores que levaram à adoção da bandeira amarela são:

  •  previsão de chuvas abaixo da média no segundo semestre (50% menos que o normal).
  • previsão de temperaturas acima da média no inverno, o que levará ao acionamento de aparelhos para amenizar o ambiente.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.