Mercado de inovação e startups para 60+ cresceu no RN de 2020 a 2023
Natal, RN 24 de jul 2024

Mercado de inovação e startups para 60+ cresceu no RN de 2020 a 2023

1 de julho de 2024
5min
Mercado de inovação e startups para 60+ cresceu no RN de 2020 a 2023

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O conceito de aposentadoria tem se transformado radicalmente nas últimas décadas. Enquanto no passado, a aposentadoria era vista exclusivamente como a fase da vida dedicada ao descanso e ao lazer, após uma longa trajetória profissional, hoje, um número crescente de pessoas com mais de 60 anos está se redescobrindo no mundo dos negócios e investindo no empreendedorismo.

Dados do Mapeamento do Ecossistema de Empreendedorismo Inovador e Startups do RN 2023- que apurou o quesito nesta faixa etária- registrou o surgimento de empreendedor(as) acima dos 60 anos. O dado do mapeamento anterior, realizado em 2020 não registrava nenhum e em 2023, do universo de 100% das startups, 3,3% são de empreendedores nesta faixa etária. Este fenômeno, conhecido como “mercado prateado”, destaca a vitalidade e a capacidade de inovação dessa faixa etária, que encontra novas formas de se realizar e contribuir para a sociedade.

Calcula-se que hoje, no Brasil, conforme dados do Sebrae Nacional em torno de 650 mil idosos estejam atuando como empreendedores – 10,8% dos que ainda não fizeram admitem ter vontade. Cerca de 3,1% das pessoas que empreendem no país têm mais de 60 anos, percentual muito semelhante ao apurado no Mapeamento do Ecossistema de Empreendedorismo Inovador e Startups do RN 2023.

“As experiências dos sexagenários estão sendo diferenciais competitivos em alguns modelos de negócios, onde com uma “pitada” de tecnologia disponibilizada por parceiros mais jovens, conseguem entregar valor para a sociedade e se posicionar neste mercado sem fronteiras”, David Góis, gerente da Unidade de Inovação e Negócios do Sebrae-RN.

Histórias inspiradoras

Pensar Prime | Lieda Souza, 62 anos, servidora pública em vias de se aposentar, desenvolveu com um amigo uma edutech, a Pensar Prime. A ideia deles foi a de desenvolver uma plataforma educacional acessível que unisse tecnologia e educação viabilizando o acesso a novas metodologias e conteúdos formativos, que podem ser aplicados facilmente no dia a dia.

“Tivemos vários desafios, desde a modelagem do próprio negócio. Modelamos, remodelamos e agora a gente já chegou numa fase onde o modelo de negócio está validado. Os próximos desafios são: colocar nosso produto em nível de escala de venda, de comercialização, de prosperidade do nosso negócio”, comentou Lieda, sócia fundadora.

Pensando no futuro, há cerca de dois anos, quando completou 60, Lieda se sentiu atraída pelo empreendedorismo e participou do edital da Incubadora Tecnológica Natal Central (ITNC) do IFRN que contou com o apoio do Sebrae. Visualizando uma oportunidade de negócio aliou sua experiência de mais de 30 anos na área educacional com o conhecimento tecnológico do seu sócio, Edgar Madruga, que é criador de conteúdos digitais e já empreendia na área educacional.

“O primeiro desafio que enfrentei foi o de conviver no mundo das startups. O ambiente tecnológico dominado por jovens está me trazendo um grande aprendizado. Minha aposentadoria deverá acontecer nos próximos dias e então terei 100% do meu tempo dedicado a Pensar Prime”, disse.

Dentro da estratégia de lançamento da plataforma, Lieda e seu sócio , vão realizar de 11 a 16 de agosto um congresso online, o Pensar Contabilidade. “Esse evento vai marcar o lançamento da plataforma. Será 100% gratuito com mais de 50 palestrantes confirmados até o momento”, comemorou.

LanaCOS | O LanaCOS, plataforma digital de recrutamento e seleção para pequenas empresas que prioriza a inclusão de mulheres no mercado de trabalho. Dirigido por Lana Souza, 61 anos, que a partir da participação em dois editais do Sebrae-RN (Programa Aceleração do Sebraelab e Negócios Inovadores de impacto Social) foi selecionada, recebeu o aporte financeiro que viabilizou a construção da plataforma.

“Oferecemos para a pequena e a média empresas a gestão do processo seletivo através da plataforma, por meio de sistema de assinatura. Um diferencial é que as mulheres não pagam nada! Elas disponibilizam o currículo na plataforma aumentando a chance de ser chamada para entrevista e conquistar sua autonomia financeira”, comentou.

Lana que encontrou no empreendedorismo seu propósito e busca a partir da sua experiência na área de Recursos Humanos, onde observou que as mulheres raramente ocupam cargos de liderança, possuem salários inferiores ao dos homens, mesmo exercendo a mesma função.

“Vislumbrei na LanaCOS a possibilidade de ajudar mulheres, majoritariamente, em vulnerabilidade social, que possuem menor disponibilidade de acesso à igualdade de oportunidades”, completou.

Agência Sebrae/RN

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.