RN: Festival Casa Tomada abre convocatória internacional para apresentações no TAM
Natal, RN 15 de jul 2024

RN: Festival Casa Tomada abre convocatória internacional para apresentações no TAM

9 de julho de 2024
4min
RN: Festival Casa Tomada abre convocatória internacional para apresentações no TAM

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Festival Casa Tomada está com inscrições abertas até o dia 12 de julho para trabalhos artísticos que vão compor a programação de sua nona edição, programada para os dias 18, 19 e 20 de setembro no Teatro Alberto Maranhão, em Natal, Rio Grande do Norte. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas através de um formulário eletrônico disponível no link: https://forms.gle/7HQmf56oe1to3xi7A.

Criado pelo Coletivo CIDA – Coletivo Independente Dependente de Artistas – o festival teve início em 2016 com foco primordial na dança. Nesta nona edição, o evento marca um significativo ponto de virada ao expandir sua abrangência para incluir outras formas artísticas como teatro e cinema.

Sob o tema "Práticas Plurais e Hibridismos", o Festival Casa Tomada reafirma o compromisso do Coletivo CIDA e da Casa Tomada com a promoção de ações culturais acessíveis. Todas as atividades programadas serão inclusivas, com serviços de acessibilidade em Libras e audiodescrição, garantindo que um público diversificado possa desfrutar plenamente das experiências oferecidas.

A convocatória está aberta para espetáculos, filmes, artistas e grupos que explorem práticas plurais e híbridas nas estéticas contemporâneas. As categorias disponíveis incluem Residência Artística Internacional, Mostra Cênica Nacional, Mostra Cinematográfica Nacional e Mostra de Processos Local. Cada proponente pode inscrever até duas propostas, desde que sejam em categorias distintas, assegurando assim a diversidade e representatividade dos participantes e das obras selecionadas.

O regulamento completo do 9º Festival Casa Tomada está disponível para consulta no seguinte link: https://www.coletivocida.com.br/festivalcasatomada. As propostas serão analisadas de 13 de julho a 04 de agosto, com os resultados sendo divulgados em 05 de agosto.

O 9º Festival Casa Tomada - Práticas Plurais e Hibridismos é uma iniciativa do Coletivo CIDA - Coletivo Independente Dependente de Artistas e da Casa Tomada Ambiente de Arte, contemplado pela Seleção Pública Nº 025/2023 – Lei Paulo Gustavo de Apoio às Áreas Culturais pelo Edital de Seleção de Projetos de Audiovisual N.º 01/2023 e pelo Edital de Seleção de Projetos Multiculturais N.º 02/2023. Conta com recursos da Secretaria Municipal de Cultura - Prefeitura do Natal, Fundação José Augusto - Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Ministério da Cultura e Governo Federal do Brasil.

René Loui, coreógrafo e intérprete do Coletivo CIDA, expressou sua satisfação com o retorno do Festival Casa Tomada após um intervalo de três anos: “Estamos muito felizes com o retorno do festival! O Festival Casa Tomada sempre foi um espaço propício para encontros, intercâmbios e aprendizados plurais, onde artistas de diversas linguagens e origens se unem para compartilhar experiências. É uma oportunidade para questionarmos, desconstruirmos e reconstruirmos nossos entendimentos sobre arte, sociedade e nós mesmos.”

Arthur Moura, produtor do Coletivo CIDA, enfatiza que o tema desta edição visa especialmente incluir identidades e corpos frequentemente marginalizados: “É fundamental para nós que o festival reflita a complexidade e a riqueza das experiências humanas, promovendo a inclusão de identidades e corpos muitas vezes marginalizados, daí o tema 'Práticas Plurais e Hibridismos' deste ano. Estamos ansiosos para ver como os artistas abordarão este tema em suas obras, provocando reflexões sobre as diversas formas de ser e existir no mundo. O Festival Casa Tomada celebra a arte como um espaço de encontro e diálogo.”
Sobre o CIDA

O Coletivo Independente Dependente de Artistas (CIDA ) é um núcleo artístico de dança contemporânea, fundado no ano de 2016 por artistas emergentes, pluriétnicos, com e sem deficiências, oriundos das mais diversas regiões do Brasil e radicados na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. O CIDA se destaca no cenário cultural por sua produção experimental e inclusiva.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.