Cellina Muniz

Feliz livro novo

A escritora, pesquisadora e professora da UFRN Cellina Muniz saúda 2023 e as boas novas do Ministério da Cultura recriado pelo governo Lula, em especial a Secretaria de Formação, Livro e leitura

Um livro camarada

A pesquisadora, escritora e professora da UFRN Cellina Muniz escreve sobre o livro “Um editor camarada”, de Geraldo Queiroz, sobre o jornalista, livreiro e editor Carlos Lima, criador da lendária editora CLIMA

No caminho do meio, virando à esquerda

“Abriu o guarda-roupa e, vendo mais uma vez o velho boné vermelho esquecido no canto, perguntou a si mesmo: seria hoje o dia em que falaria a Lúcia sobre Paulo?” Leia a crônica da pesquisadora, professora e escritora Cellina Muniz

Quando a leitura dói

Cellina Muniz escreve sobre “Quando a leitura dói”

As filhas de Inana e Enheduana

A escritora, pesquisadora e professora da UFRN Cellina Muniz vai buscar o primeiro texto da História ao qual se atribui uma autoria para debater o papel da mulher e os incômodos de uma parcela da sociedade com o empoderamento feminino

Vamos ao debate. E ao riso!

Cellina Muniz faz reflexão e humor sobre o debate dos presidenciáveis

Questão de karma

A escritora, pesquisadora e professora da UFRN Cellina Muniz transforma em conto mais um caso de hipocrisia dos cidadãos de bem da classe média brasileira

Livros, magias, etc

A pesquisadora, escritora e professora da UFRN Cellina Muniz virou a chave, trocou a cerveja pelos chás e deixou o lado bruxa aflorar nos últimos dias.

Ainda entre a realidade e a ficção

A escritora, pesquisadora e professora da UFRN Cellina Muniz escreve sobre o livro “Causos da Comarca de Barnabé”

Entre a realidade e a ficção

Conhece o romance “Causos da Comarca de São Barnabé” ? O juiz do Tribunal de Justiça do Paraná Rafael Rabaldo Bottan leu, não gostou e vestiu a carapuça. A pesquisadora, escritora e professora da UFRN Cellina Muniz escreve sobre a treta

Academia de Letras, para quê ?

A pesquisadora, professora e escritora Cellina Muniz defende a candidatura da jornalista e escritora Josimey Costa para a Academia Norte-riograndense de Letras