CIDADANIA

Morte por covid-19 de servidor municipal da Educação alerta riscos a que trabalhadores são submetidos em Natal

Marcelo Rabelo dos Santos, 46, é mais uma vítima da covid-19. Ele morreu nessa quarta-feira (11), após cerca de um mês internado no Hospital São Lucas. Marcelo era servidor municipal há 15 anos e exercia o cargo de chefe do Setor de Prestação de contas do Departamento de Finanças da Secretaria Municipal de Educação de Natal.

O setor onde o Marcelo Santos trabalhava encerrou o expediente duas horas antes do previsto, como luto simbólico e homenagem prestada pelos colegas.

Os servidores relatam descaso do órgão com as pessoas que trabalham lá. Um deles contou à reportagem da Agência Saiba Mais sob condição de anonimato que 12 pessoas, de um setor que tem 50, se infectaram e o trabalho presencial continuou, em sistema de escala, mantendo a proporção de 50% de funcionários por setor. O atendimento ao público externo foi suspenso.

O funcionário descreve que nessa ala trabalham em média quatro pessoas sem o distanciamento recomendado em cada uma das cinco salas, que são ligadas umas às outras.

Além disso, mesmo durante os momentos mais críticos da pandemia, reuniões presenciais são marcadas e é exigida a presença das pessoas que ocupam cargo de chefia, como Marcelo. A Secretaria nega.

Ainda de acordo com esse trabalhador, a desinfecção é feita pelas auxiliares de serviços gerais da Secretaria e não por empresa especializada.

“Do dia 19 de fevereiro em diante foi uma tempestade de casos. Mas a maioria dos colegas são terceirizados e amarrados pelo sistema”, afirmou.

Por meio da Assessoria de Comunicação, a Secretaria Municipal de Educação enumerou as medidas de prevenção que estão sendo aplicadas na sede do órgão:

1. Todos os servidores com mais de 60 anos, comorbidades, gestantes e lactantes estão atuando em regime home office;
2. A SME determinou que cada setor e departamento organizasse uma escala de rodízio conforme necessidades de cada setor e departamento. O expediente acontece das 8h às 14h, conforme orientações dos decretos estabelecidos pela Prefeitura de Natal;
3. Sem atendimento presencial. Toda orientação é para que o cidadão, principalmente os ligados a Rede Municipal de Ensino de Natal, acionem os departamentos e setores por e-mail e telefone;
4. As reuniões estão acontecendo em plataforma virtual até mesmo para quem, por ventura está no dia de trabalho presencial. Ou seja, o servidor da sua sala, participa de reuniões com outros servidores, cada um em sua sala;
5. A equipe de limpeza da SME realiza diariamente a limpeza de todas as salas antes do início do expediente, sanitizando todos os espaços. A orientação é de que parada para café, lanche ou refeição, o servidor faça individualmente, evitando a proximidade com outro colega no momento da alimentação, e que o servidor necessita retirar sua máscara;
6. A temperatura de todos os servidores na SME é verificada na entrada do prédio. Disponibilizamos na entrada totem com álcool gel e lavatório;
7. Exigência do uso de máscara e álcool gel em todos os setores e departamentos.

Imagem de reunião virtual, enviada pela Secretaria Municipal de Educação (Foto: SME/Natal)

 

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais