CIDADANIA

RN é o terceiro estado com mais municípios em risco de falta de oxigênio

A maioria dos municípios potiguares teme ficar sem oxigênio nos hospitais. Um levantamento do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) com 2.465 municípios em todo o país aponta que o Rio Grande do Norte é o terceiro estado com mais cidades em risco de falta do gás usado no tratamento da covid-19.

A informação foi divulgada em reportagem d’O Globo. Das 167 cidades, 127 responderam à enquete e 103 disseram que estão com dificuldade para adquirir oxigênio.

O Conasems e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio Grande do Norte (Cosems-RN) não responderam à Agência Saiba Mais até a publicação desta matéria.

Pelo menos 1.105 municípios no Brasil estão nessa situação, 47% do total consultado. Minas Gerais é o estado com mais municípios em alerta, são 114. São Paulo aparece em segundo lugar, com 107.

Depois do RN, Piauí (87), Mato Grosso (81), Parabíba (74), Goiás (71), Ceará (64), Bahia (59), Tocantins (58), Maranhão (45), Rio Grande do Sul (41), Paraná (34), Pará (28), Pernambuco (25), Sergipe (23), Rondônia (19), Santa Catarina (16), Amapá (11), Mato Grosso do Sul (11), Rio de Janeiro (10), Acre (8), Alagoas (6), Amazonas (5), Espírito Santo (5) e Roraima não notificou o Conasems sobre a possível falta.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais