Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Edição: Cledivânia Pereira

80% DAS CANDIDATAS SOFRERAM VIOLÊNCIA POLÍTICA NAS REDES SOCIAIS 

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Os dados, que integram uma pesquisa do Instituto Marielle Franco, de 2020, motivaram a criação de uma plataforma online de denúncia

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A ideia é facilitar às mulheres, sobretudo as mulheres negras e indígenas, a formalização das denúncias contra a violência política de gênero

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A plataforma é uma iniciativa da Frente Parlamentar Feminista Antirracista, com o apoio da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas e da Articulação de Mulheres Brasileiras

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Além de registrar o crime nos canais oficiais, a plataforma auxilia na veiculação do caso em veículos de comunicação

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Os casos registrados também são enviados por ofício a partidos e instituições e são acompanhados até que haja respostas dos órgãos competentes

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Desde o ano passado a violência política de gênero é um crime que consta na legislação eleitoral (Lei 14.192/21).

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A pena prevista é de um a quatro anos de reclusão e multa, podendo chegar a cinco anos e quatro meses se for praticado contra mulher de mais de 60 anos, gestante ou com deficiência

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

As vítimas da violência política de gênero podem ser mulheres, trans ou cis

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Ao reconhecer uma prática que possa caracterizar esse crime, qualquer pessoa pode acessar a plataforma online de denúncia e contar o caso que quer denunciar

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A plataforma não tem financiamento da Frente Parlamentar e funciona apenas com trabalho voluntário, oferecendo o aconselhamento jurídico para as vítimas

Click abaixo que a gente conta!

Quer saber mais sobre o RN?

Produção Webstories:
Cledivânia Pereira

Fotos: Unsplash 

saibamais.jor.br