Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Edição: Cledivânia Pereira

RN TEVE AUMENTO
DE 70% NO DESMATAMENTO
EM 2021

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

No Rio Grande do Norte, a área devastada passou de 3.972 hectares em 2020, para 10. 735 no ano seguinte

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Mossoró foi a cidade mais devastada com a perda de vegetação em 5.137 hectares…

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

…seguida por 
* Serra do Mel (421,09 ha)
* Serrinha (369,32 ha)
* Marcelino Vieira(297,83 ha)
* Taipu (228,21 ha)

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Os dados são do Relatório Anual do Desmatamento no Brasil em 2021 e foram divulgados pelo MapBiomas

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Em todo o país, o avanço no desmatamento foi de 20%, o que coloca o Rio Grande do Norte bem acima da média nacional

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

O RN ficou entre os 13 estados do país com desmatamento acima da média naciona

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

O RN ficou entre os 13 estados do país com desmatamento acima da média naciona

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A caatinga é o bioma em situação mais preocupante, com 788 alertas de risco de devastação numa área de 6.687 hectares

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Na sequência vem o bioma da Mata Atlântica, que teve seis alertas numa área de 73 hectares

Click abaixo que a gente conta!

Quer saber mais sobre o RN?

Produção Webstories:
Cledivânia Pereira

Fotos: Juliano Franco de Moraes e Unsplash 

saibamais.jor.br