Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Fotos: Canindé Soares
Edição: Cledivânia Pereira

Forte dos Reis Magos de volta ao turismo

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A Fortaleza dos Reis Magos, o maior e mais importante monumento histórico do Rio Grande do Norte e símbolo da fundação de Natal

Foto: Canindé Soares

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Construída para proteger Natal na época da colonização do país, recebeu o nome Fortaleza dos Reis Magos em função da data de início da sua construção, 6 de janeiro de 1598, dia de Reis pelo calendário católico

Foto: Cledivânia Pereira

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A fortaleza abriga o original Marco de Touros, deixado pelos portugueses no litoral potiguar na época dos descobrimento do País, em 1501

Foto: Canindé Soares

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

O prédio histórico ficou fechado para recuperação durante quatro longos anos. Em 2017, a falta de conservação e segurança obrigou as empresas de turismo a retirarem o local do roteiro de visitação

Foto: Canindé Soares

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Foto: Canindé Soares

As portas fecharam completamente em 2018 para obra de recuperação que, depois de muito atraso, só foi concluída no final de 2021

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Tombado em 1949, a última obra de recuperação havia ocorrido há mais
de 15 anos

Foto: Canindé Soares

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

O investimento na
somou R$ 4,3 milhões em recursos estaduais, viabilizados pelo Projeto Governo Cidadão (do Governo do RN junto ao empréstimo com o Banco Mundial)

Foto: Canindé Soares

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

O monumento  concorre ao título de Patrimônio Mundial da Humanidade junto à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO

Foto: Canindé Soares

Click abaixo que a gente conta!

Quer saber mais sobre o RN?

Produção WebStories: Cledivânia Pereira
Fosto: Canindé Soares
saibamais.jor.br