Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Edição: Cledivânia Pereira

PARTICIPAÇÃO DE MULHERES NA POLÍTICA PIORA
EM 2022

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Apenas 1 em cada 7
pré-candidatos a
governos estaduais em
2022 são mulheres

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Esse percentual é inferior ao registrado nas eleições de 2018 e é possível que seja ainda menor, pois alguns desses nomes podem não oficializar as candidaturas

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Até junho de 2022 apenas 22 mulheres se lançaram pré-candidatas a governos estaduais em um total de ao menos 161 nomes — o equivalente a 14%

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Em 2018, esse percentual chegou a 15% com 30 candidaturas femininas. Quatro anos antes foram 20 candidatas mulheres, representando 11% do total de postulantes a governos estaduais

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Apenas seis estados brasileiros, incluindo o Rio Grande do Norte,  já elegeram mulheres governadoras:
Rio de Janeiro, Pará, Maranhão, Rio Grande
do Sul e Roraima

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) é destaque positivo neste cenário, sendo a única mulher eleita governadora em 2018 e pré-candidata à reeleição liderando todas as pesquisas de opinião

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

O RN é o único que já elegeu três mulheres na administração estadual: Wilma de Faria, Rosalba Ciarlini e Fátima Bezerra

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

A atual governadora vai tentar reeleição, feito só alcançado por duas mulheres no Brasil: Roseana Sarney, no Maranhão, e Wilma de Faria, no RN

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Fátima Bezerra avalia o momento como de maior dificuldade para as mulheres, diante da ascensão do presidente Jair Bolsonaro (PL)

Texto e foto: Cledivânia Pereira

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Heading 3

Fátima Bezerra

"Voltamos algumas casas nas nossas conquistas quando atravessamos períodos em que até mesmo a nossa existência é ameaçada por discursos de ódio e por políticas públicas facilitadoras da barbárie" 

Click abaixo que a gente conta!

Quer saber mais sobre o RN?

Produção Webstories:
Cledivânia Pereira

Fotos:
Assecom RN (Elisa Elsie) e Unsplash 

saibamais.jor.br