Candidata no RN recebeu R$ 150 mil mas teve apenas 22 votos
Natal, RN 21 de mai 2024

Candidata no RN recebeu R$ 150 mil mas teve apenas 22 votos

13 de outubro de 2022
5min
Candidata no RN recebeu R$ 150 mil mas teve apenas 22 votos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Rio Grande do Norte teve, nas eleições de 2022, 15 candidaturas que receberam menos de 30 votos cada, sendo 9 mulheres e 6 homens. Uma delas foi a de Maria da Graça (REDE), que disputou uma vaga na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN). Ela teve somente 22 votos, mas recebeu R$ 150 mil da direção nacional da sigla. Cada voto, portanto, custou cerca de R$ 6.800 em sua primeira eleição.

Ao todo, Graça teve R$ 90 mil em despesas, segundo declarado ao TSE, sendo R$ 7 mil distribuídos para outros quatro candidatos do seu partido. A maior parte dos gastos, entretanto, foi com a assessoria contábil e jurídica. O gasto nessa área chega a R$ 60 mil com uma pessoa física e uma empresa. Ela também usou R$ 23,2 para a impressão de materiais. A empresa contratada, porém, é descrita como uma loja de construção e pavimentação. Nas ruas redes sociais apresentadas pela candidata à Justiça Eleitoral, não há nenhuma menção ou publicação referente a sua candidatura. 

Juntas, essas candidaturas com menos de 30 votos só conquistaram 292 apoios nas urnas. Elas pertencem, majoritariamente, a partidos “nanicos” que não atingiram a cláusula de barreira nesta eleição ou na passada, e tiveram pouco apoio financeiro das siglas para se viabilizarem eleitoralmente.

Dos “campeões” de menos votos da lista, estão o Partido da Mulher Brasileira (PMB) e o Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), com três candidatos cada. PSOL (2), DC (2), Patriota (2), REDE (1) e PMN (1) completam a lista.

Outro dado que chama atenção é que das 15 postulações que fracassaram nas urnas, 11 disputaram a primeira eleição. Ao todo, as candidaturas com poucos votos estão divididas em 11 para deputado estadual — com oito mulheres e três homens —, e quatro para deputado federal — sendo uma mulher e três homens.

Bem abaixo de Maria da Graça, aparece Revil Alves (Patriota), um veterano com pelo menos quatro eleições no currículo. Ele foi candidato a deputado federal e recebeu R$ 20 mil da direção nacional, acumulando 19 votos.

No mesmo partido, Vander Silva concorreu à ALRN e registrou 29 votos para seus R$ 10 mil recebidos por outro candidato que doou o valor originário do “fundão”. Abaixo dele, Maria Vanecia (PMN) recebeu R$ 11 mil da Direção Nacional. Mais dois candidatos do PSOL receberam cerca de R$ 9.600 juntos, e uma candidata do DC recebeu R$ 1.000. Já oito não receberam nada e terminaram a eleição sem nenhum financiamento dos partidos.

A agência Saiba Mais tentou contato com Maria da Graça mas não localizou a candidata. Também procuramos os presidentes nacionais da Rede Sustentabilidade, Wesley Diógenes e Heloísa Helena, mas não responderam nossas mensagens nem atenderam às ligações.

Sem fundão

Entre os sete partidos presentes na lista de candidatos com menos de 30 votos, o Patriota não atingiu a cláusula de barreira nas eleições de 2022 e deve ficar sem financiamento eleitoral para as próximas disputas. 

A cláusula de barreira é um dispositivo em vigor desde 2018 que projeta um patamar mínimo de votos que os partidos devem alcançar nacionalmente na eleição para a Câmara Federal. Caso não alcancem os requisitos, as siglas perdem o horário eleitoral gratuito e recursos do fundo partidário. Por isso, para parlamentares ou candidatos, estar em um partido que atenda à cláusula e receba financiamento é questão de sobrevivência.

Com isso, o Patriota se junta a outros quatro citados nesta matéria que já não conseguiram verba do chamado “fundão” para este ano: PMN, PMB, DC e PRTB. Apenas PSOL e Rede cumpriram a cláusula de barreira, mas depois de formarem uma federação entre os dois este ano justamente para não serem barrados.

Confira a lista dos candidatos com menos de 30 votos e quanto receberam em doações:

Deputado estadual:

Maria Vanecia (PMN): 6 votos - R$ 11 mil da Direção Nacional

Eli Oliveira (PMB): 12 votos - Não recebeu doações

Daionara Andrade (PSOL): 14 votos - R$6.876,30 da Direção Estadual

Brenna Dayanne (PMB): 16 votos - Não recebeu doações

Maria da Graça (REDE): 22 votos - R$ 150 mil da Direção Nacional

Damião Andrade (PRTB): 22 votos - Não recebeu doações

Letícia Zydek (PTB): 24 votos - Não recebeu doações

Solino Dias (PSOL): 24 votos - R$2.780,40 da Direção Estadual

Ely Souza (PMB): 26 votos - Não recebeu doações

Célia Leopoldo (PRTB): 28 votos - Não recebeu doações

Vander Silva (PATRIOTA): 29 votos - R$ 10 mil 

Deputado federal: 

Marcus Vinicius (DC): 14 votos - Não recebeu doações

Naira Caroline (DC): 18 votos - R$ 1 mil da Direção Estadual

Marcos Lima (PRTB): 18 votos - Não recebeu doações

Revil Alves (Patriota): 19 votos - R$ 20 mil da Direção Nacional

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.