Ataques no RN: Alecrim tem boatos de arrastão e presença de polícia nas ruas; confira serviços afetados
Natal, RN 2 de mar 2024

Ataques no RN: Alecrim tem boatos de arrastão e presença de polícia nas ruas; confira serviços afetados

16 de março de 2023
3min
Ataques no RN: Alecrim tem boatos de arrastão e presença de polícia nas ruas; confira serviços afetados

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Um boato de arrastão no bairro do Alecrim, bairro de comércio de rua em Natal, na manhã desta quinta (16), levou alguns comerciantes a baixarem as portas. De acordo com o presidente da Associação dos Empresários do Bairro do Alecrim (Aeba), Matheus Feitosa, uma pessoa teria passado na rua dizendo que estava tendo arrastão, o que assustou alguns comerciantes.

Estavam circulando boatos de arrastões e algumas pessoas correram com medo, o que aumentou a disseminação do boato de arrastão na avenida 10, Camelódromo, avenida dois e um. Essa informação não é verdadeira. A polícia, sabendo da situação, veio de imediato e estamos fazendo rondas nas principais ruas do comércio”, relata Matheus Feitosa.

Por causa da onda de boatos, alguns comerciantes chegaram a baixar as portas, que foram reabertas com a chegada da polícia.

A informação de arrastões no maior bairro de comércio de rua de Natal também foi desmentida pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).

Segundo a Sesed, policiais do 1⁰ BPM (Batalhão da Polícia Militar), do BOPE (Batalhão de Operações Especiais) e CHOQUE estão fazendo patrulhamento na região.

Ataques violentos

Esse é o terceiro dia seguido de uma série de ataques violentos, com disparos de arma de fogo e incêndios, a prédios públicos, comércios e veículos no Rio Grande do Norte.

Na madrugada desta quinta (16), pelo menos oito cidades teriam sido alvo de ações criminosas. Até as 10h de hoje, 59 suspeitos haviam sido presos, sendo um adolescente, oito foragidos da Justiça recapturados, dois com tornozeleira eletrônica, um portando arma de fogo e outro, com galão de gasolina.

Além disso, foram apreendidas 15 armas de fogo, quatro simulacros (imitação) de arma, 46 artefatos explosivos, 10 galões de gasolina, cinco motos, dois carros, dinheiro e drogas.

A Sesed investiga se a ordem para os ataques teria partido de dentro do presídio de Alcaçuz à mando de líderes de uma facção criminosa que estariam insatisfeitos com as condições de insalubridade dentro dos presídios.

Um primeiro grupo de 100 agentes da Força Nacional de Segurança enviados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) chegaram a Natal na madrugada da quarta (15). Mesmo assim, os ataques continuaram a acontecer.

Por causa da onda de ataques, uma série de serviços foram suspensos.

Confira:

  • Transporte via ônibus em Natal e Região Metropolitana, além de Mossoró;
  • Transporte via trens urbanos Natal e Região Metropolitana;
  • Aulas na UFRN;
  • Aulas na UERN;
  • Aulas na Ufersa;
  • Aulas na rede municipal de Mossoró e Parnamirim;
  • Coleta de lixo em Natal e Parnamirim;
  • Atendimento nas Unidades Básicas de Saúde em Natal e Mossoró;
  • Atendimento nas Unidades de Assistência Social em Mossoró.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.