Natal fica de fora das cidades-sedes da Copa do Mundo Feminina de 2027
Natal, RN 19 de jun 2024

Natal fica de fora das cidades-sedes da Copa do Mundo Feminina de 2027

17 de maio de 2024
3min
Natal fica de fora das cidades-sedes da Copa do Mundo Feminina de 2027
74º Congresso da Fifa decidiu a sede da Copa do Mundo FIFA Feminina de 2027 | Foto: Fifa

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Brasil vai receber a Copa do Mundo Feminina de Futebol em 2027. O país foi escolhido na madrugada desta sexta-feira (17) e superou a candidatura tripla da Europa em votação no Congresso da Fifa. Ainda assim, a capital Natal deve ficar de fora como uma das cidades-sedes.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fez uma proposta com 10 estádios à Fifa com cidades das quatro regiões brasileiras. No Nordeste, quem deve receber as partidas são a Arena Fonte Nova (Salvador), Arena de Pernambuco (Recife) e Arena Castelão (Fortaleza). Confira a lista completa abaixo:

Beira-Rio (Porto Alegre)

Arena Corinthians (São Paulo)

Maracanã (Rio de Janeiro)

Mineirão (Belo Horizonte)

Fonte Nova (Salvador)

Arena Pernambuco (Recife)

Arena Castelão (Fortaleza)

Arena da Amazônia (Manaus)

Arena Pantanal (Cuiabá)

Mané Garrincha (Brasília)

Será a primeira vez na história que o Brasil vai sediar o Mundial Feminino, e também a primeira vez em que o campeonato acontecerá na América do Sul. O Brasil obteve 119 votos na eleição promovida no 74ª Congresso da Fifa em Bangkok, capital da Tailândia. A candidatura tripla formada por Alemanha, Holanda e Bélgica conseguiu 78 votos.

Antes, o Brasil organizou o Mundial masculino de 1950 e o de 2014. Por ser a anfitriã, a Seleção Brasileira já está classificada. A 10 ª edição da Copa do Mundo Feminina terá 32 países e será disputada em dez cidades.

Em Bangkok, a comitiva brasileira contou com o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, o ministro do Esporte, André Fufuca, Aline Pellegrino (vice-campeã mundial em 2007 e gerente de Competições da CBF), Kerolin (atacante da Seleção Brasileira), Formiga (única atleta a disputar sete Copas do Mundo da FIFA), as consultoras Valesca Araújo, Jacqueline Barros, Manuela Biz e o consultor Ricardo Trade.

"Essa decisão da Fifa anunciada nesta noite terá um grande impacto positivo no futebol feminino brasileiro e na vida de milhões de mulheres do Brasil. Além de investir na realização da Copa do Mundo, toda a cadeia produtiva do futebol feminino no Brasil e na América do Sul dará um imenso salto de desenvolvimento", disse Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF.

Na Copa do Mundo Masculina em 2014, no Brasil, a Arena das Dunas (Natal) recebeu quatro jogos válidos pela fase de grupos: México 1 x 0 Camarões, Gana 1 x 2 Estados Unidos, Japão 0 x 0 Grécia e Itália 0 x 1 Uruguai. Além da competição, o palco também abrigou partidas do Torneio Internacional de Futebol Feminino de 2015, que reuniu Brasil, Trinidad e Tobago, México e Canadá. Na ocasião, a Seleção Brasileira Feminina conquistou o título diante das canadenses por 3 a 1.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.