Profissionais de Artes podem se credenciar para aplicar oficinas em unidades socioeducativas do RN
Natal, RN 23 de jun 2024

Profissionais de Artes podem se credenciar para aplicar oficinas em unidades socioeducativas do RN

25 de janeiro de 2023
2min
Profissionais de Artes podem se credenciar para aplicar oficinas em unidades socioeducativas do RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Com o objetivo de garantir a adolescentes privados de liberdade o exercício dos direitos culturais e apostando na arte como instrumento educativo, a Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Norte – Fundase/RN lançou edital de credenciamento de arte educadores para a realização de oficinas nas 10 unidades da instituição, em Natal, Parnamirim, Caicó e Mossoró.

As inscrições ficam abertas até 31 de janeiro por meio do link forms.gle/gUGwwmeSQuWftjKt9. No momento da contratação, a Fundase definirá local e horários em que as atividades propostas serão realizadas. O valor da hora-aula a ser paga é de R$ 60.

Os profissionais vão integrar o projeto Arte e Cidadania, que contempla as áreas de artes cênicas: teatro; música (violão e percussão; artes visuais (pintura em tela e escultura em argila) dança: hip hop; arte urbana: grafite; artesanato: papéis reciclados; diversidade cultural: capoeira – música afro-brasileira.

Após o encerramento das inscrições, serão publicadas as listas das inscrições deferidas e indeferidas, com justificativa do indeferimento, assegurando direito de apresentar recurso administrativo.

A iniciativa inclui também rodas de conversa sobre direitos humanos, inclusão e protagonismo juvenil.

O projeto será executado de março a agosto de 2023. Serão 31 oficinas de 60 horas, sendo duas horas por semana. Estima-se que 465 adolescentes sejam atendidos.

A arte tem papel social e é fundamental na vida dos sujeitos, destaca a diretora de desenvolvimento institucional da Fundase, Sayonara Dias. “A partir das diferentes expressões artísticas, podemos refletir sobre nós mesmos, a sociedade em que vivemos, atitudes e concepções, o cotidiano. A arte forma e transforma vidas! Ė imprescindível para o desenvolvimento de crianças, adolescentes, jovens – estimula a criatividade, provoca sensações, emoções, sensibilidade”.

A coordenadora do projeto, Camille Carvalho, também ressalta o aspecto psicológico desse tipo de atividade: “Acredito que as oficinas do projeto Arte e Cidadania podem abrir um caminho para o jovem exprimir, manifestar suas sensações, aquilo que incomoda, aquilo que mexe com ele e tornar palpável o que antes estava confuso e internalizado”.

O edital completo está disponível na edição desta quarta-feira (25) do Diário Oficial do Estado e no site da Fundação.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.