CBF vai avaliar Natal como possível sede da Copa do Mundo Feminina
Natal, RN 19 de jun 2024

CBF vai avaliar Natal como possível sede da Copa do Mundo Feminina

23 de maio de 2024
4min
CBF vai avaliar Natal como possível sede da Copa do Mundo Feminina
Será a primeira vez na história que o Brasil vai sediar o Mundial Feminino. Foto: Rafael Fernandes

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, afirmou à governadora Fátima Bezerra que vai avaliar a possibilidade de incluir a Arena das Dunas na lista de sedes da Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2027. A conversa ocorreu via ligação nesta quarta-feira, 22, e foi divulgada pela governadora nas redes sociais.

Na ligação, a chefe do executivo potiguar defendeu os pontos positivos em defesa de Natal como uma das cidades-sedes do grande torneio feminino. Fátima falou, inclusive, da representatividade que seria incluir o Rio Grande do Norte, visto que é o único estado no país governado por uma mulher.

“Com o crescimento do futebol feminino e também um estado governado por uma mulher. Então, não seria justo de maneira nenhuma, o Rio Grande do Norte ficar de fora da Copa Feminina”, argumentou.

Ednaldo Rodrigues prometeu que vai providenciar uma inspeção técnica da CBF para reavaliar as condições estruturais da Arena das Dunas. A ação acontece antes da visita de inspetores da FIFA entre julho e agosto para analisar a estrutura da Arena para o evento, garantiu Rodrigues.

“Eu vou providenciar, inclusive, antes da vinda deles [FIFA] em julho ou agosto, uma inspeção da própria CBF”, revelou o presidente. “Eu quero mandar uma equipe da CBF antes para fazer um levantamento”.

Durante a conversa, a governadora reforçou, ainda, a posição geográfica estratégica do RN para receber o evento, o que facilitaria a vinda de atletas e turistas, por exemplo.

“Lugar mais perto da Europa, da África e por aí vai”, argumentou Fátima.

Entenda

A confirmação do Brasil como país-sede da Copa do Mundo Feminina de Futebol em 2027 foi divulgada na última sexta-feira, 17, quando a FIFA anunciou a escolha durante a realização do congresso anual da instituição, na Tailândia.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fez uma proposta com 10 estádios à Fifa com cidades das quatro regiões brasileiras. A capital potiguar ficou de fora da lista. No Nordeste, foram indicadas a Arena Fonte Nova (Salvador), Arena de Pernambuco (Recife) e Arena Castelão (Fortaleza).

Será a primeira vez na história que o Brasil vai sediar o Mundial Feminino, e também a primeira vez em que o campeonato acontecerá na América do Sul. O Brasil obteve 119 votos na eleição promovida no 74ª Congresso da Fifa em Bangkok, capital da Tailândia. A candidatura tripla formada por Alemanha, Holanda e Bélgica conseguiu 78 votos.

Antes, o Brasil organizou o Mundial masculino de 1950 e o de 2014. Por ser a anfitriã, a Seleção Brasileira já está classificada. A 10 ª edição da Copa do Mundo Feminina terá 32 países e será disputada em dez cidades.

Na Copa do Mundo Masculina em 2014, no Brasil, a Arena das Dunas recebeu quatro jogos válidos pela fase de grupos: México 1 x 0 Camarões, Gana 1 x 2 Estados Unidos, Japão 0 x 0 Grécia e Itália 0 x 1 Uruguai.

Além da competição, o palco também abrigou partidas do Torneio Internacional de Futebol Feminino de 2015, que reuniu Brasil, Trinidad e Tobago, México e Canadá. Na ocasião, a Seleção Brasileira Feminina conquistou o título diante das canadenses por 3 a 1.

Saiba+

Natal fica de fora das cidades-sedes da Copa do Mundo Feminina de 2027

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.