DEMOCRACIA

“Cadê o Queiroz ?” questiona plateia ao general Eliéser Girão na diplomação  

Quarto parlamentar mais votado para a Câmara Federal no Rio Grande do Norte, o general Eliéser Girão (PSL) foi questionado por manifestantes ligados ao PT sobre o ex-funcionário do deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, que sumiu após a imprensa divulgar suspeitas sobre a movimentação das contas dele envolvendo a família Bolsonaro.

Segundo o Coaf, ligado à Receita Federal, Fabrício Queiroz chegou a movimentar R$ 1,2 milhão em um ano mesmo com uma renda de R$ 23 mil. Um cheque no valor de R$ 24 mil para a futura primeira-dama Michele Bolsonaro também foi identificado com a rubrica de Queiroz.

– “Cadê o Queiroz?”, perguntaram militantes da Juventude petista.

Em maior número, simpatizantes tentaram abafar as críticas aos gritos de “Mito”, uma referência ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

Ao receber o diploma, o general Girão prestou continência ao desembargador que lhe entregou o certificado e à plateia.

Foram diplomados nesta quarta-feira (19) os parlamentares eleitos em outubro pelo Rio Grande do Norte, exceto Sandro Pimentel, que teve a diplomação negada pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"