Carta aberta: não nos compare, medíocre Gustavo Negreiros
Natal, RN 18 de jun 2024

Carta aberta: não nos compare, medíocre Gustavo Negreiros

22 de junho de 2021
Carta aberta: não nos compare, medíocre Gustavo Negreiros

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Movimento dos Policiais Antifascismo no Estado do Rio Grande do Norte ao interpretar o texto do blogueiro Gustavo Negreiros comparando os Antifascistas a Pazuello é absolutamente impossível ser tomado pelo espanto.

Trata-se de indivíduo de baixa capacidade cognitiva que costumeiramente tem dificuldade de enxergar o mundo de forma coerente.

O general da ativa Pazuello incorreu em transgressão disciplinar ao estar publicamente num evento de caráter exclusivamente político partidário, cujo fim era apoiar Jair Bolsonaro na corrida presidencial em meio a uma pandemia letal que vitimou até o momento mais de meio milhão de brasileiros - bem como, os ataques contra o Estado Democrático de Direito e o Processo Civilizatório.

É de se lamentar que o Comandante do Exército não teve coragem para fazer valer o regulamento disciplinar, pela participação no ato em que Bolsonaro junto a Pazuello chama o Exército de seu e ameaça colocá-lo na rua contra as medidas sanitárias.

A contrário senso, dizer que os operadores de segurança pública, que saem às ruas com a bandeira do Antifascismo estão incorrendo no mesmo tipo de falta que o ex-ministro, é, no mínimo, uma tentativa de confundir quem tem a possibilidade de ser confundido. Visto que, os operadores de Segurança Pública do Movimento estão na defesa intransigente do Estado Democrático de Direito.

Incorrem em erros àqueles que atentam contra a legislação vigente, como ocorrem em inúmeros atos públicos neste Estado encabeçados por policiais que defendem o AI-5, intervenção militar etc.

Quanto a essas manifestações o blogueiro mantém silêncio seletivo.

Registre-se que os que saem às ruas empunhando bandeiras contra o fascismo de quaisquer governos do Brasil ou do mundo; clamam por democracia, transparência, coerência, dignidade, justiça social, disposição para o diálogo, entre outras coisas que Negreiros parece querer esconder em seu (raso) texto.

Na remota ideia de que haja a mesma transgressão por parte dos Antifascistas, ainda assim, eles não contribuíram para a desgraça sanitária do país, não ofereceram remédios nocivos e sem eficácia, não negaram a compra de vacinas e, principalmente, não lamberam as botas do maior representante da baixa capacidade de entendimento, que por ora ocupa uma sala no Palácio do Planalto.

O Movimento afirma que seguirá apesar do medíocre jornalismo de Gustavo Negreiros, patrocinado inclusive com dinheiro público através da Prefeitura de Parnamirim e Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, como denunciamos em abaixo-assinado virtual que já reúne quase 5 mil assinaturas.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.