#FarradosJetons: após denúncias da agência Saiba Mais, MP abre investigação sobre escândalo do aumento salarial do prefeito Álvaro Dias
Natal, RN 13 de abr 2024

#FarradosJetons: após denúncias da agência Saiba Mais, MP abre investigação sobre escândalo do aumento salarial do prefeito Álvaro Dias

21 de março de 2022
2min
#FarradosJetons: após denúncias da agência Saiba Mais, MP abre investigação sobre escândalo do aumento salarial do prefeito Álvaro Dias

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Ministério Público do Rio Grande do Norte registrou nesta segunda-feira (21) notícia de fato para apurar possíveis irregularidades no aumento de 60% do salário do prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB).

O reajuste, feito com o acréscimo de jetons – tipo de indenização – foi dado também a 42 auxiliares, incluindo o filho do prefeito, Adjuto Dias (MDB), titular da Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas) e pré-candidato a deputado estadual.

O escândalo foi noticiado com exclusividade pela agência Saiba Mais e está sendo denominado Farra dos Jetons. Um leitor abriu manifestação no órgão questionando o fato, ao enviar as reportagens. A manifestação foi distribuída para a 44ª Promotoria de Justiça da Comarca de Natal nesta manhã.

A notícia de fato deve ser apreciada no prazo de 30 dias, a contar do seu recebimento, prorrogável uma vez, fundamentadamente, por até 90 dias. O membro do Ministério Público responsável pelo caso poderá colher informações preliminares imprescindíveis para deliberar sobre a instauração do procedimento próprio.

[embed]https://saibamais.jor.br/farra-dos-jetons-com-canetada-de-alvaro-dias-23-adjuntos-de-natal-tiveram-reajuste-de-100-nos-salarios-e-passaram-a-ganhar-r-14-400-mes/[/embed]

Valores

De acordo com o Portal da Transparência da Prefeitura de Natal, Álvaro Dias, que até dezembro de 2021 recebia uma remuneração de R$ 20mil para exercer o cargo de prefeito da capital potiguar, passou a ter em seu contracheque mais R$ 12 mil de indenização, num total de R$ 32 mil de salário a partir de janeiro de 2022.

Já os auxiliares que tinham salário base de R$ 2.880 mais uma representação de R$ 4.320, somando um vencimento bruto de R$ 7.200; a partir de janeiro somaram a esse vencimento um jeton de R$ 7.200. Ou seja, dobraram a renda mensal e passaram a receber R$ 14.400.

Saiba Mais:

MPRN e MP de Contas silenciam sobre pagamento de jetons e Prefeitura de Natal não responde questionamentos

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.