CULTURA

“Mulher, solta tua voz”: talentos da cultura potiguar no palco do TAM deste sábado (28)

Ainda há um longo caminho a percorrer, como apontam os números da desigualdade de gênero. Mas soltar a voz será uma catarse possível neste sábado (28) no palco do Teatro Alberto Maranhão (TAM). A força e o talento das mulheres que fazem a cultura e a música potiguar estarão reunidas no espetáculo “Mulher, solta a tua voz”.

Promovido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Direitos Humanos (Semjidh) e da Fundação José Augusto (FJA), o espetáculo acontece às 18h. O evento conta com os shows “Volte e Pegue”, de Clara Pinheiro, e “Cores do Nosso Samba”, de Valéria Oliveira, e as participações de Dani Cruz e Gláucia Wanderley, e é um convite para celebrar a força e o protagonismo das mulheres potiguares.

A entrada é gratuita, com entrega de ingressos uma hora antes do início das atrações artísticas (17h). A programação é para toda família (convide a sua).

TAM

Depois de quase sete anos fechado, este espaço cultural voltou a abrir suas cortinas, em dezembro de 2021, mas precisou ser interditado temporariamente durante o mês de março para intervenções em razão das inundações com as fortes chuvas em Natal. Coma retomada em maio, aos poucos, o lugar vem sendo ocupado por apresentações de dança, comédia e música.

O Poder Executivo Estadual investiu o montante de R$ 12,9 milhões neste relevante e centenário espaço. Os recursos foram viabilizados pelo empréstimo junto ao Banco Mundial, por meio do Projeto Governo Cidadão e da Secretaria de Estado de Turismo e Fundação José Augusto (FJA). Ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), coube fiscalizar toda a intervenção para garantir que fosse preservada a arquitetura eclética e com elementos da art nouveau – movimento artístico iniciado na Europa, muito comum na virada do século 18 para o 19, época da construção – presente no prédio de dois pavimentos e de estilo chalé. Como o prédio é tombado, serviços especializados foram requeridos neste processo de restauração.

O teatro teve renovadas as suas estruturas elétricas e hidráulicas e foi dotado de acessibilidade por meio de rampas, piso tátil, poltronas largas para pessoas maiores e elevadores. Um sistema moderno de climatização central também foi instalado, assim como um novo sistema de esgotos.

Do total investido, R$ 10,4 milhões se destinaram a obras e equipamentos e R$ 2,5 milhões foram para a renovação de toda a caixa cênica, composta pelo palco e pelos acessórios de iluminação, adereços e sonorização que completam a arte do espetáculo apresentado.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo