Mossoró terá cinco dias de eventos gratuitos em homenagem ao Choro
Natal, RN 20 de jun 2024

Mossoró terá cinco dias de eventos gratuitos em homenagem ao Choro

12 de abril de 2023
3min
Mossoró terá cinco dias de eventos gratuitos em homenagem ao Choro

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Começa nesta quinta (13), em Mossoró, a série de eventos culturais em homenagem ao Dia do Choro, celebrado em 23 de abril. Ao todo, serão cinco eventos, a programação começa amanhã com Recital no Sesc Mossoró, a partir das 14h, na sexta (14) é a vez do Recital de Choro na Programação do Letra e Música no SESC Mossoró, às 19h; no dia 18 tem Recital com os grupos de choro da cidade de Mossoró e os artistas convidados, às 19:30, no Teatro Lauro Monte Filho; no dia 19 é a vez da Roda de choro na Cervejaria Bacurim às 20h e; para comemorar o dia 23, será realizada uma grande Roda de choro no Memorial da Resistência, que fica localizado na Avenida Rio Branco, a partir das 17h. Toda a programação é gratuita.

A programação, batizada de Semana Viva o Choro, é resultado da parceria entre a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e Serviço Social do Comércio - SESC Mossoró. O dia 23 de abril, quando se comemora o Dia Nacional do Choro, é uma homenagem ao mestre Pixinguinha, referência no gênero musical.

Durante a Semana Viva o Choro , além das apresentações, também haverá uma série de atividades como  minicursos dos instrumentos que compõem a formação do choro (flauta, violão, clarinete, pandeiro, voz, etc.) e prática de conjunto em choro.

A programação tem o patrocínio de Êxito Assessoria Contábil, Associação dos Violonistas de Mossoró, FicFrio Hamburgueria e contamos com o apoio da Cervejaria Bacurim, TCM Telecom e Erasmo Filho Fotografia. Para mais informações, acesse: @nac.ufersa @proec_ufersa @escolademusicauern @choro.didatico

Referências

O Choro é um gênero musical brasileiro que surgiu no século XIX, no Rio de Janeiro. As músicas podem ser interpretadas e compostas para formações unicamente instrumentais ou formações que mesclam instrumentos e voz. Os conjuntos regionais são compostos por instrumentos musicais de sopro, cordas e percussão. Além disso, são inúmeros os compositores e intérpretes do choro, como Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo e Pixinguinha.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.