Chuvas em Natal: alagamentos, jacarés, crateras e moradores ilhados
Natal, RN 18 de jul 2024

Chuvas em Natal: alagamentos, jacarés, crateras e moradores ilhados

14 de junho de 2024
6min
Chuvas em Natal: alagamentos, jacarés, crateras e moradores ilhados
Rua no Panatis depois do transbordamento da lagoa de captação | Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Natal voltou a registrar grandes volumes de chuvas ainda na tarde desta quinta-feira (13) e com ela, vieram outros problemas já conhecidas em uma cidade que não está preparada para lidar com densas precipitações, como crateras, bairros alagados, carros engolidos por crateras e jacarés passeando pelas ruas. Segundo dados do último boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), a Grande Natal teve chuvas acima dos 100 milímetros (mm), com Ceará Mirim registrando 137.6 mm, o maior nível do estado.

Depois das chuvas, pelo menos 4 lagoas de captação da cidade voltaram a transbordar, sendo 3 delas na Zona Norte. As lagoas do Santarém e Panatis, no bairro Potengi, Lagoa São Conrado, no bairro Nossa Senhora de Nazaré, e a Lagoa Jardim Primavera,no Nossa Senhora da Apresentação, não resistiram às fortes chuvas e transbordaram. 

A Lagoa de Santarém, aliás, sempre que chove transborda, sendo essa a terceira vez em menos de um mês. Segundo a Defesa Municipal de Natal, cerca de 60 pessoas estão desabrigadas e foram acolhidas em um abrigo provisório, na Escola Estadual Dom José Adelino Dantas, no bairro Potengi, na Zona Norte.

No Conjunto Panatis, O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBM/RN) resgatou uma família de moradores que ficaram ilhados em suas casas por conta da força da água. Esse não é o primeiro alagamento no Conjunto, a Saiba Mais contou a história de um casal que está desabrigado há meses, depois de terem perdido a casa para água, na mesma região, em novembro do ano passado. 

Ainda na Zona Norte, o Corpo de Bombeiros foi acionado para capturar capturar dois jacarés que estavam no bairro da Redinha. Felizmente, nos dois casos não houveram vítimas, mas o CBM alerta para os casos de se deparar com animais silvestres, é importante manter a distância e acionar 193 imediatamente.

bichos foram capturados na Redinha| foto: Reprodução CBM

A Grande Natal também enfrentou problemas, como em Parnamirim, por exemplo, onde um carro caiu em uma cratera na avenida Olavo Montenegro em uma cratera que já havia sido fechada após o asfalto ceder, também por conta da chuva. O motorista foi salvo por moradores.  

Carro caiu em cratera | foto: reprodução

A reportagem procurou a Secretaria de Infraestrutura do Município que informou que as lagoas não resistiram ao forte volume das precipitações. Aliado a isso, a pasta informou que as bombas das lagoas não resistiram às ligações clandestinas feitas por moradores e também pelo acúmulo de lixo trazido pelas inundações. O municpio também informou que segue um cronograma para realizar os serviços de reestruturação em todas as lagoas. 

Leia também: Em vídeo, Secretário culpa população por situação das lagoas de captação em Natal

Interdição na Av. Felizardo Moura é adiada

A Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informou que a interdição total na Avenida Felizardo Moura, que começaria nesta sexta-feira (14), foi adiada devido às condições climáticas das últimas 24 horas. Segundo a pasta,  as fortes chuvas impediram a realização dos trabalhos planejados e atrasaram a chegada dos equipamentos necessários para o içamento dos pórticos de sinalização.

Agora, a nova programação para a interdição será nos dias 18 e 19 de junho, das 22h às 5h, para veículos particulares. Já para o transporte público, a interdição começará às 23h, depois da passagem dos últimos ônibus em circulação regular

Inmet emite alerta para mais chuvas 

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um novo alerta para a ocorrência de chuvas intensas a partir das 21h desta sexta-feira (14). Segundo o aviso, são esperadas precipitações entre 30 a 60 mm por hora ou 50 a 100 mm por dia em diversas cidades do Nordeste, incluindo 26 do Rio Grande do Norte. Segundo o comunicado, é importante ficar atento para o alto risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios, especialmente em áreas urbanas com histórico de vulnerabilidade. 

No alerta, o órgão ressalta que a importância de observar qualquer alteração nas encostas e desligar aparelhos elétricos e o quadro geral de energia, sempre que possível, como medida preventiva. Em caso de situação de inundação iminente, o Instituto aconselha proteger os pertences envolvendo-os em sacos plásticos, para minimizar os danos causados pela água.

Para obter informações mais detalhadas e orientações de como proceder diante dos problemas provocados pelas chuvas intensas, a população pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone 199 e com o Corpo de Bombeiros no número 193.

Veja quais cidades estão sob alerta:
Arês
Baía Formosa
Brejinho
Canguaretama
Ceará-Mirim
Espírito Santo
Extremoz
Goianinha
Jundiá
Macaíba
Maxaranguape
Montanhas
Monte Alegre
Natal
Nísia Floresta
Nova Cruz
Parnamirim
Pedro Velho
Pureza
Rio do Fogo
São Gonçalo do Amarante
São José de Mipibu
Senador Georgino Avelino
Tibau do Sul
Touros
Várzea

Leia também: Depois do alagamento: como vivem os refugiados climáticos em Natal

Dobra número de lagoas em risco de transbordamento em Natal

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.