Com vala na estrada coberta, moradores da Zona Norte continuam ilhados
Natal, RN 17 de jul 2024

Com vala na estrada coberta, moradores da Zona Norte continuam ilhados

25 de junho de 2024
4min
Com vala na estrada coberta, moradores da Zona Norte continuam ilhados
Moradores abriram vala e fizeram barricadas na RN-304, a Estrada de Jenipabu. | foto: Reprodução/Redes Sociais

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Moradores ilhados da comunidade do Cavaco Chinês, no Conjunto Santa Cecília, que fica no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal, continuam a viver com os problemas causados pelas chuvas. Isso porque, depois de terem aberto uma vala na RN-304, a estrada de Jenipabu, para escorrer a água que invadiu as casas, a intervenção foi tampada com caminhões de areia.

Sem ter para onde escorrer, a água continua no bairro, onde o nível da enchente chegou na altura da cintura. O problema na região chega a ser pior porque a estrada de Genipabu é um dos principais acessos a praias do litoral norte potiguar, como a Praia de Genipabu, e também um dos principais trechos que liga Extremoz a Natal. 

Assim, a solução encontrada pelos moradores na hora do desespero, atrapalhou o tráfego na região, já que os motoristas e moradores precisam usar rotas alternativas, como a BR-101 para ter acesso a Extremoz e Natal. Somado a isso, a própria população já tinha se reunido para comprar manilhas de concreto para completar o escoamento, só que agora estão impossibilitados por causa do aterro. 

Vale lembrar que antes disso, os também moradores tinham alugado máquinas e tratores para escoar a água no bairro e também fizeram uma vaquinha solidária para a compra de uma bomba de sucção para drenar o volume da inundação. 

Para acessar a comunidade, moradores improvisam barcos com tampas de isopor. Confira no vídeo:

Entenda

Moradores da comunidade do Cavaco Chinês, no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal e na divisa com o município de Extremoz, estão vivendo debaixo d'água depois de terem a região inteira praticamente coberta por água depois das últimas chuvas que caíram em Natal. 

Saiba + : Chuvas em Natal: alagamentos, jacarés, crateras e moradores ilhados

Por causa da vala na via, um dos principais acessos ao litoral potiguar, o trecho ficou marcado com intenso tumulto e um tráfego lento de veículos que geraram barricadas no local e interditaram aquele trecho da estrada. A tentativa, segundo os moradores, era chamar atenção das autoridades públicas que esqueceram daquela região. Segundo a população, a água no local estava no nível da cintura.

Comunidade na Zona Norte alagada | foto: reprodução/ Emerson Medeiros

Diante do descaso e sem ter para onde irem, os próprios moradores decidiram abrir uma vala na RN-304, a Estrada de Jenipabu, na tentativa de fazer com que a água escorra para o Rio Doce, localizado nas proximidades.

Estrada de Jenipabu é de responsabilidade do DER

A RN-304 é de responsabilidade do governo estadual. A reportagem procurou o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) para esclarecer os problemas no local, incluindo o cobrimento da vala com areia, mas até a publicação desta matéria não obteve retorno. O espaço segue aberto para esclarecimentos.

A reportagem também procurou a Secretaria de Infraestrutura do Município (Seinfra) que informou que essa demanda é de responsabilidade do DER e são eles que irão fazer a drenagem na região. Antes disso, no dia 18 de junho, a Saiba Mais já tinha entrado em contato com a pasta que informou que uma equipe da prefeitura iria até o local para averiguar a situação. 

Leia também: Depois do alagamento: como vivem os refugiados climáticos em Natal
Dobra número de lagoas em risco de transbordamento em Natal
 Em vídeo, Secretário culpa população por situação das lagoas de captação em Natal

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.