Assembleia de Deus afasta pastor acusado de abusar e manter como escrava empregada doméstica em Mossoró
Natal, RN 24 de jul 2024

Assembleia de Deus afasta pastor acusado de abusar e manter como escrava empregada doméstica em Mossoró

1 de fevereiro de 2022
2min
Assembleia de Deus afasta pastor acusado de abusar e manter como escrava empregada doméstica em Mossoró

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O pastor Geraldo Braga da Cunha, membro da Assembleia de Deus em Mossoró, foi afastado de suas funções pela congregação evangélica. Ele é apontado por órgãos de fiscalização do trabalho como o empregador de uma mulher que foi mantida em condições análogas à escravidão durante 32 anos na residência onde mora, em Mossoró.

Não bastasse as condições degradantes, a vítima também o acusou de abuso sexual por, pelo menos 10 anos. O caso veio à tona na segunda-feira, 31 de janeiro, uma semana após a operação de resgate, e ganhou repercussão nacional.

Nesta terça, 1, a igreja Assembleia de Deus em Mossoró divulgou uma nota sobre o episódio. A reitoria da congregação se disse surpresa com as notícias veiculadas na imprensa e determinou o afastamento preliminar do pastor, bem como a abertura de procedimento administrativo para investigar a conduta do religioso.

https://saibamais.jor.br/caso-de-pastor-evangelico-que-abusava-sexualmente-e-mantinha-domestica-como-escrava-em-mossoro-tem-repercussao-nacional/

Confira a nota na íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Mossoró-RN (IEADEM), vem tornar público sua posição a respeito de denúncias veiculadas na imprensa, a respeito de um obreiro dirigente de congregação na área rural do município de Mossoró, que estaria submetendo uma mulher a trabalhos análogos à escravidão, além de abusá-la sexualmente.

A Diretoria da IEADEM recebeu com surpresa a notícia veiculada pela imprensa neste dia 01/02/2022, e deixa bem claro que não comunga em nada com essas condutas denunciadas. A IEADEM é uma instituição fiel cumpridora das leis e zela pela dignidade da pessoa humana, não tolerando qualquer conduta que venha a representar transgressão às normas civis, trabalhistas e criminais do nosso país.

Em relação a esse caso, esta instituição, ao tomar conhecimento das acusações envolvendo um dos seus presbíteros, resolveu por afastá-lo preventivamente de suas funções eclesiásticas e determinou, através da sua Diretoria, a abertura de procedimento administrativo disciplinar, para que sejam apurados os fatos e aplicada, se for o caso, conforme as constatações do processo, as penalidades previstas no estatuto e no regimento interno da igreja.

Por fim, cumpre-nos informar que a Igreja Evangélica Assembleia de Deus é instituição centenária, que presta relevantes serviços à sociedade em que está inserida, estando à disposição para quaisquer esclarecimentos.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.