CIDADANIA

Governo federal devolve dinheiro bloqueado do orçamento do IFRN durante jogo do Brasil

O bloqueio no valor de R$ 10,9 milhões realizado pelo governo federal no orçamento do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) durante o jogo do Brasil da última segunda (28.11) foi devolvido, de acordo com o pró-reitor de Administração, Juscelino Cardoso.

O reitor do IFRN, José Arnóbio de Araújo Filho está em viagem a São Paulo e não pôde falar com a Agência saiba Mais na manhã desta quinta (1). O bloqueio foi realizado pelo governo Bolsonaro pouco mais de um mês antes de deixar a Presidência da República.

Ao todo, foram retirados R$ 366 milhões das instituições de ensino, sendo R$ 244 milhões das universidades federais e R$ 122 milhões dos institutos federais.

ATUALIZAÇÃO às 12h50

Por meio de mensagem de texto, o reitor do IFRN, José Arnóbio de Araújo Filho, conversou conosco sobre o funcionamento da instituição com as perdas no orçamento ao longo do ano, apesar da devolução do valor bloqueado mais recentemente.

Ainda que os cortes anteriores tenham deixado sua marca, a instituição – após os ajustes que realizados durante o ano – conseguiu se manter. Não sem perdas, mas conseguiu. Assim, fecha o ano sem maiores problemas. As atividades serão encerradas como planejadas, sem suspensão ou redução de ações acadêmicas ou administrativas no momento“, garante o reitor.

José Arnóbio também comentou sobre o que a direção do IFRN espera com o início de um novo ciclo na presidência da República a partir do retorno do presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva em 2023.
A perspectiva é a de que a instituição receba injeções de ânimo e de investimento, o que parece ser expectativa comum dentro da Rede Federal de Educação Profissional“, conclui.

Em outubro, o IFRN teve mais de dois milhões de reais (R$ 2.291.735,49) bloqueados. O valor é o equivalente a quase um ano inteiro de funcionamento da segunda maior unidade no estado, o Campus Mossoró, que possui  2.072 alunos.

Em junho deste ano, o IFRN já havia sofrido um corte orçamentário de R$ 6.474.295,00, valor aproximado do orçamento anual de funcionamento do Campus Natal-Central, o maior campus do Instituto, que tem 6.343 estudantes matriculados.

Apenas em 2022, o IFRN perdeu R$ 8.766.030,49 em seu orçamento, o equivalente a 9,74% do orçamento previsto no início do ano, que era de R$ 90.015.674,00. O valor é utilizado para o funcionamento e manutenção dos 22 campi, para o atendimento estudantil e viabilização das ações de ensino, pesquisa e extensão.

UFRN…

Até a manhã de hoje, o valor de R$ 3,8 milhões bloqueado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) não havia sido desbloqueado. A principal universidade do Estado, com cerca de 40 mil estudantes, já havia registrado uma perda anterior no mês de junho no valor de R$ 11,8 milhões.

Ufersa…

De acordo com a pró-reitoria de Planejamento, a Ufersa também teve um bloqueio orçamentário no dia do jogo do Brasil, mas que também foi desbloqueado nesta quinta. O valor seria de, aproximadamente, R$ 2,5 milhões.

Saiba +

Governo Bolsonaro corta R$ 10,9 mi do IFRN e R$ 3,8 mi da UFRN; total no Brasil é de R$ 366 mi

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo