Natal vai receber a I Conferência sobre o clima em abril
Natal, RN 19 de jun 2024

Natal vai receber a I Conferência sobre o clima em abril

28 de janeiro de 2023
5min
Natal vai receber a I Conferência sobre o clima em abril

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Na tarde deste sábado (28), a temperatura em Natal está em volta dos 290C, de acordo com a medição do portal Climatempo. Mas, para quem está na rua, a pé e sob o conhecido sol forte, a sensação térmica é muito mais elevada e desagradável. Um problema que poderia ser solucionado com uma maior arborização da cidade.

Pra discutir essa questão e possíveis soluções, está programada para os dias 13 e 14 de abril a da I Conferência Potiguar do Clima. Durante o encontro, especialistas, ambientalistas, representantes de cada um dos 167 municípios do estado, além de estudantes, sindicalistas e interessados vão discutir os desafios e as possíveis soluções para o enfrentamento da grave crise climática que vive o planeta, especialmente no semiárido potiguar.

Precisamos contribuir com ações práticas para a atração de recursos e parcerias para implementar estratégias de conservação e uso sustentável da nossa biodiversidade. Um dos objetivos principais da Conferência será unir esforços para a multiplicação de centenas de viveiros de árvores nativas em todas as regiões do Rio Grande do Norte com fontes de fomento para plantarmos 5 milhões de mudas no RN. Para isso, precisamos ter respaldo do poder público e incentivar as famílias, escolas e empresas a abraçarem o desenvolvimento da flora local”, planeja o professor do Departamento de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e um dos coordenadores da Conferência, o vereador Robério Paulino (Psol).

"Natal é uma cidade pouco arborizada. Temos muitas praças, ruas e avenidas com poucas árvores. Existe uma cultura de que planta suja ou esconde bandido. Isso precisa ser derrubada", comenta a professora Vania Alberton, coordenadora do Arboriza Natal, projeto que funciona através de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Natal, a UFRN e a Câmara Municipal, com o propósito de plantar 50 mil árvores.

Algumas instituições, como a Assembleia Legislativa, o Governo do Estado, o Ministério Público, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema) e Tribunal de Justiça (TJRN), também foram convidados para a COP Potiguar. Já confirmaram presença a Prefeitura do Natal, a Câmara Municipal de Natal, a Federação dos Municípios (Femurn), a UFRN e o Instituto Federal do RN (IFRN).

Estamos sempre atentos a essa temática que é muito cara e de extrema relevância, por isso aceitamos de pronto o convite para sermos parceiros na realização da Conferência. Discutir questões climáticas, engloba pensar nas florestas, nas energias renováveis, nos minérios que são finitos e essenciais à vida. Nós temos muitos cursos que dialogam com esse tema nos nossos 22 campi”, destaca o reitor do IFRN, José Arnobio.

A Mata Atlântica e a Caatinga estão entre os biomas mais ameaçados do planeta, um problema que só aumenta sob diversas formas, como queimadas e avanço do homem sobre as áreas verdes. A I Conferência do Clima Potiguar será sediada na UFRN.

Estamos na etapa de planejamento, pontuando os principais temas que discutiremos na COP Potiguar. Em breve, divulgaremos mais informações sobre inscrições e toda a programação que será elaborada com a participação dos órgãos parceiros”, ressalta o pró-reitor de Extensão, Graco Câmara.

Posso plantar?

Para orientar os moradores da cidade que queiram plantar uma árvore, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) elaborou um manual ilustrado com algumas recomendações de que tipo de árvore deve ser plantada em áreas urbanas, como a da capital potiguar. O ideal é dar prioridade a espécies nativas, como Araticum, Pata de Vaca, Urucum, Aroeira do Sertão, Carnaúba, Craibeira, Jenipapo, Ipê Amarelo, Ipê Roxo, Maçaranduba, Pau Brasil, Pitomba e Oiticica.

Imagens: reprodução Semurb
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.