Com 84% da população vacinada, Governo do RN flexibiliza obrigatoriedade do passaporte vacinal; veja as regras
Natal, RN 24 de abr 2024

Com 84% da população vacinada, Governo do RN flexibiliza obrigatoriedade do passaporte vacinal; veja as regras

26 de maio de 2022
3min
Com 84% da população vacinada, Governo do RN flexibiliza obrigatoriedade do passaporte vacinal; veja as regras

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Governo do Rio Grande do Norte flexibilizou a obrigatoriedade da exigência do passaporte vacinal em locais "destinados ao público em geral; estádios, ginásios e eventos esportivos com público; cinemas, teatros, salas de concertos e museus, independentemente do número de pessoas". O decreto está na edição do Diário Oficial desta quinta-feira (26) e já está em vigor.

O Decreto considera a alta adesão da população do RN ao plano nacional de vacinação contra a covid-19. E aponta dados da plataforma RN+Vacina - mostrando que 84% dos potiguares estão com esquema vacinal completo.

Ainda permanece obrigatória a comprovação do esquema vacinal para acesso aos eventos de massa, sociais, recreativos, conferências, convenções, simpósios e afins, realizados em locais fechados, com participação simultânea superior a 2.000 (duas mil) pessoas.

Para isso, pode-se comprovar a vacinação através do aplicativo Mais Vacina; certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde – ConectaSUS; ou comprovante/caderneta/cartão de vacinação impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação pelas Secretarias de Saúde, estadual ou municipal, institutos de pesquisa clínica ou outras instituições governamentais, nacionais ou estrangeiras.

700 mil pessoas estão com vacinas atrasadas no RN

O número de pessoas com a terceira dose (D3) da vacina contra a covid-19, também chamada de dose de reforço, em atraso no Rio Grande do Norte já ultrapassa os 700 mil (767.796 indivíduos). A faixa etária com maior atraso em D3 vai dos 18 aos 29 anos, com 251.234 atrasados, seguido pelas pessoas com idade entre 30 e 39 anos, com 191.815 atrasados.

Esses são os dados mais recentes contabilizados até o início da tarde da segunda-feira (23) pelo portal RN + Vacina. São consideradas em atraso para D3 aquelas pessoas cuja imunização já passou do período de quatro meses recomendado após a segunda dose. Mas, além da dose de reforço, também há alguns atrasados em relação à segunda dose (D2).

O número dos que ainda não tomaram nem a segunda dose está em 257.837 em todo do RN, sendo as crianças de 05 a 11 anos as mais atrasadas no calendário de vacinação para a covid-19 (61.351). Em seguida, vêm os jovens com idade dos 18 aos 29 anos (60.304 atrasados).

Depois de 39 dias seguidos sem registro de óbitos, na segunda (23), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) voltou a notificar a ocorrência de duas mortes por covid-19 nos municípios de Apodi e Mossoró. Em um dos casos o paciente não tinha registro de vacinação contra a Covid e no outro, o paciente de 84 anos, com comorbidades, tinha registro de duas doses da vacina.

A Sesap reforça que a imunização vem se mostrando a forma mais eficaz de controle da pandemia, evitando os casos graves e internações pela doença, por isso, é importante manter a vacinação em dia.

SAIBA MAIS

Covid-19: mais de 700 mil pessoas estão com D3 atrasada no RN

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.