Estudantes relatam manhã inteira sem circular na UFRN
Natal, RN 23 de jul 2024

Estudantes relatam manhã inteira sem circular na UFRN

11 de janeiro de 2023
3min
Estudantes relatam manhã inteira sem circular na UFRN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

No campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o período de férias é sempre complicado para os estudantes que dependem do ônibus circular. A Prefeitura de Natal reduz a quantidade de veículos disponíveis, aumentando a superlotação e a espera nas paradas. Mas nesta quarta-feira (11), o problema foi ainda pior.

Uma tabela de horários foi divulgada pela instituição, mas não estava sendo cumprida. Estudantes relataram ausência completa do transporte universitário gratuito durante a manhã, prejudicando toda a comunidade acadêmica. Na parada do Via Direta, após duas, três horas de espera, muitos desistiam, iam de carona, a pé ou de transporte por aplicativo.

“Fiquei das 8h às 10h, até que a Superintendência de Comunicação abriu exceção e mandou um carro me buscar. Conversei com pessoas que estavam na parada desde as 7h30. Muitos estudantes pegando uber pra ir pra bolsa. Isso é um desrespeito. Obrigam os bolsistas, que são responsáveis por fazer a universidade funcionar, a trabalharem nas férias pra ganhar uma merreca [R$ 400] e ainda ter que pagar uber!”, reclamou a estudante de Jornalismo e bolsista da Rádio Universitária Raiane Miranda.

A estudante contabiliza ainda que um quarto da bolsa é gasto só com a tarifa de ônibus: “A gente não tá tendo aula, tá indo só pra bolsa. E gasta mais ou menos 90 reais (pagando duas meias pra ir e voltar). Não é todo mundo que tem auxílio transporte”.

De acordo com a UFRN, a Reitoria enviou ofício à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) informando sobre o calendário acadêmico e reforçando que no período de férias diversas atividades seguem ocorrendo, com a participação de estudantes, servidores técnicos e docentes e funcionários terceirizados. Entretanto, alegou que detalhes sobre o funcionamento do circular devem ser solicitados junto à STTU, que não respondeu aos questionamentos da Agência Saiba Mais.

A vereadora Brisa Bracchi (PT) também enviou requerimento ao órgão municipal. “Situações como essa não podem acontecer. Mesmo de férias, a universidade possui inúmeros serviços e projetos que não param”, comentou em rede social.

Ainda segundo os relatos dos estudantes, o circular voltou apenas à tarde. E com um motorista que não conhecia a rota. “Quando a gente chegou no RU [restaurante universitário], uma menina explicou que ele ia reto e por fora da UFRN até chegar ao Via Direta. Pelo que eu entendi, ele nunca tinha feito esse trajeto”, contou a estudante de Jornalismo Alana Taynara, que chegou na parada às 7h30 e meia hora depois conseguiu carona.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.