Estrada da Redinha será interditada nesta terça (14) e moradores temem
Natal, RN 21 de mai 2024

Estrada da Redinha será interditada nesta terça (14) e moradores temem

13 de maio de 2024
3min
Estrada da Redinha será interditada nesta terça (14) e moradores temem
Avenida João Medeiros Filho | reprodução Google Maps

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Avenida João Medeiros Filho, conhecida como a Estrada da Redinha, na Zona Norte de Natal, será interditada parcialmente a partir desta terça-feira (14) para a realização de uma obra substituição de rede de abastecimento de água realizada pela Companhia de Águas e Esgotos (Caern). A previsão da companhia é que o serviço seja realizado até o dia 6 de junho e, durante esse período, a faixa da avenida, no sentido Potengi-Redinha, estará fechada. 

Segundo a Caern, a manutenção preventiva da obra é necessária para a vida útil da rede implantada, já que serão substituídos aproximadamente 350 metros na via, no trecho que fica entre a rua da Tamarineira e a avenida Bahia. Já o abastecimento de água da região também sofrerá alterações pontuais, que segundo a companhia, serão informados com 72 horas de antecedência. 

A estrada da Redinha é uma das principais vias da Zona Norte, sendo a responsável por interligar bairros como o Pajuçara, Redinha, Potengi e Soledade. A via também se estende até a Ponte Nova, que liga a Zona Norte ao resto da cidade e a interdição parcial se juntará às obras sobre o Rio Potengi que já duram, pelo menos, 2 anos. 

Obras na região causam problemas para moradores

As obras na Ponte do Igapó causam problemas para os moradores da Zona Norte desde setembro de 2022, quando foram iniciados os serviços. Um ano depois, o Departamento de Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) realizou uma nova interdição na estrutura, dessa vez, com o prazo de um ano e meio de duração. O serviço, inclusive, entrou na justiça com a prefeitura de Natal movendo uma Ação Civil Pública contra o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) pedindo que o órgão removesse o canteiro de obras de cima da Ponte Velha.  A Justiça do RN, por sua vez, negou o pedido da Prefeitura e determinou a realização de uma perícia judicial antecipada, que vai verificar a necessidade ou não da instalação do canteiro da obra em cima da ponte.

Com a nova interdição, os moradores da Zona Norte temem sofrer ainda mais com os engarrafamentos, que é um dos principais problemas causados pelas obras da Ponte Velha. Erika Helena, que faz o percurso todos os dias, teme que essa nova interdição atrapalhe ainda mais sua rotina.  “A gente já sofre com os engarrafamentos na ponte velha, e só temos a ponte nova como escape. Agora eu me preocupo se essa nova interdição vai prejudicar ainda mais o trânsito”, comentou 

Bruna Ferreira utiliza a estrada da redinha todos os dias para ir e voltar do trabalho e agora, com mais uma interdição, ela diz  já se planejar para sair ainda mais cedo de casa. “Eu já dependo de um transporte público ruim, em épocas assim já certeza que fique pior. Já estou me preparando para sair de casa umas 2 horas antes, porque além do tempo presa na ponte, o trajeto na João Medeiros também vai ser mais lento”, desabafou.  

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.